São Paulo sofre para atender primeiros pedidos de reforços de Bauza

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo contratou o técnico Edgardo Bauza e tem a intenção de reformular o elenco para a próxima temporada. Mas até o momento o clube ainda não anunciou reforços e encontra dificuldades para atender os primeiros pedidos de reforços feitos pelo treinador.

Assim que foi anunciado como novo comandante, Bauza revelou alguns atletas que ele gostaria de ter no elenco em 2016: o volante Néstor Ortigoza e o lateral direito Julio Buffarini são alguns deles que não devem chegar.

Buffarini, com quem o treinador foi campeão da Libertadores da América em 2014 pelo San Lorezo, foi o primeiro nome pedido por Bauza. Mas no fim de dezembro, o jogador renovou seu contrato com o time argentino por mais quatro anos e ainda fez juras de amor ao clube.

"Estou muito contente com a renovação do contrato. Eu ainda tinha dois anos de contrato pela frente, mas chegamos a um acordo com os dirigentes para esticá-lo. Renovo porque estou em um grande clube, onde me sinto muito bem e confortável", disse ao site oficial do San Lorenzo.

"Se tiver que sair em algum momento da instituição será quando tiver que ser. Converso muito com a minha família, se eu sair, meu desejo será voltar ao San Lorenzo porque é o clube onde me encanta viver momentos bonitos todos os anos. Vivi muitas coisas tanto boas como más no San Lorenzo das quais nunca vou esquecer", completou.

Outro nome pedido foi Néstor Ortigoza que também trabalhou no San Lorenzo com Bauza. O técnico chegou a dizer que gostaria de contar com o atleta em qualquer clube que estivesse.

Ortigoza se animou com o interesse do São Paulo e até deu entrevistas afirmando que seria um lindo desafio para ele ainda mais a essa altura da carreira, já que ele tem hoje 31 anos.

Mas nem o desejo das duas partes contribuiu para o acerto. No último dia de 2015, o presidente do São Paulo Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, disse que a situação era complicada. "Está difícil. Eles não querem emprestar, querem apenas vender. Se for assim, não vem, não sai negócio", disse, ao Blog do Menon.

Outros dois nomes que Bauza também sonhava e não chegaram são Milton Caraglio, atacante do Vélez Sarsfield, e Matías Caruzzo, zagueiro do San Lorenzo. O próprio treinador já admite que não tem esperanças de trazer o zagueiro. "Sobre Caruzzo é um jogador completo e o São Paulo realmente precisa, mas o San Lorenzo não irá vendê-lo", disse o treinador, em entrevista à Rádio Mitre, da Argentina.

Para não dizer que o São Paulo não vai conseguir cumprir todos os pedidos, Bauza também se empolgou com a chegada de Diego Lugano. No caso do uruguaio, a situação é bem mais simples. O negócio está encaminhado e apenas questões burocráticas impedem que o atleta seja anunciado pelo São Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos