TV mostra torcida imitando macaco para Neymar; Suárez vira "canibal"

Do UOL, no Rio de Janeiro

A torcida do Espanyol atacou os jogadores do Barcelona com insultos durante o empate sem gols no clássico disputado neste sábado, pelo Campeonato Espanhol. Imagens de uma TV local mostram Neymar como principal vítima: a todo momento em que tocava na bola, ouvia-se sons de macaco das arquibancadas.

O estádio Cornellà-El Prat foi palco de diversas provocações a jogadores do Barça. O uruguaio Suárez, por exemplo, foi chamado de "canibal de m..." por um torcedor do Espanyol, flagrado pelo canal de televisão La Sexta.

Messi também foi lembrado, assim como Piqué. O ex-dirigente do Barcelona Toni Freixa, que assistiu ao jogo no estádio do rival, foi o primeiro a denunciar o comportamento de alguns fãs do Espanyol e pediu punição pelos atos racistas.

"Espero que os gritos racistas contra Neymar sejam escritos na súmula da arbitragem", escreveu Freixa no Twitter.

Neymar não se manifestou sobre o episódio. No Facebook, o camisa 11 fez a única referência sobre o caso até o momento e postou uma foto em que aparece com a torcida do Espanyol ao fundo, fora de foco.

O zagueiro Piqué pediu punição ao torcedores que entoaram cânticos racistas durante o clássico. O jogador pediu que as autoridades identifiquem os envolvidos no episódio.

Esta não foi a primeira vez que Neymar foi alvo da torcida do Espanyol. Em abril de 2015, o camisa 11 também foi insultado - houve imitações de macacos direcionadas a ele e ao lateral Daniel Alves.

Na ocasião, a Liga Espanhola denunciou a torcedores organizados do clube. Segundo a entidade que comanda o futebol local, as ofensas partiram de membros da Curva RCDE. Os cânticos foram proferidos por grupos entre 300 e 600 pessoas. 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos