Corinthians supera dupla Gre-Nal e fecha pré-contrato com atacante André

Dassler Marques, Marinho Saldanha, Samir Carvalho e Victor Martins

Do UOL, em São Paulo, Porto Alegre, Santos e Belo Horizonte

  • DIEGO NIGRO/JC IMAGEM/ESTADÃO CONTEÚDO

    O atacante André assinará pré-contrato com o Corinthians nesta terça

    O atacante André assinará pré-contrato com o Corinthians nesta terça

O Corinthians venceu a disputa pelo centroavante André, que pertence ao Atlético-MG e disputou o último Brasileiro emprestado ao Sport.

O jogador se acertou com o clube e assinará pré-contrato nesta terça-feira. Inter e Grêmio concorreram enquanto puderam, mas já falavam com pessimismo sobre ele por conta do acerto com os corintianos. 

Nenhuma voz oficial trata do acerto publicamente. Mas empresários interessados em apresentar propostas a André já foram informados que há um acordo com o Corinthians. O documento será assinado nesta terça-feira e passa a valer após o vínculo com o Galo, que vence em junho deste ano. 
 
André se apresentará ao Atlético-MG, e junto com Corinthians tentará pressionar para ser liberado imediatamente. Ao mercado asiático, o Galo estipulou preço em 4 milhões de euros (R$ 17,5 milhões) para ceder o atleta antes do fim do vínculo. O Corinthians sequer cogita pagar isso. 
 
O desejo corintiano em André não chega a ser novidade. Desde que deixou o Santos, o jogador já foi procurado ao menos quatro vezes pelo clube. Agora, Tite pede a chegada de um jogador com tais características desde a saída de Paolo Guerrero e vê no jogador que marcou duas vezes diante de seu time no ano passado a alternativa ideal, mesmo que precise esperar ate o segundo semestre. 
 
Em Porto Alegre, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, indicou ainda no fim de 2015 que André teria pré-contrato com um clube brasileiro e esta situação não tinha tornado-se pública. De toda forma, o mandatário gremista esquivou-se ao citar o Corinthians. 
 
A ideia gremista para contratar André baseava-se na utilização da dívida que o Atlético-MG tem com o clube por conta da venda do goleiro Victor, em 2013. O Tricolor cobra 1,5 milhão (R$ 6,5 milhões) de euros na Justiça. Contudo, os mineiros não aceitam pagar agora e disputam nos tribunais a redução do valor. Sob a ótica atleticana, o Grêmio também deve na contratação de Werley em definitivo e a quantia precisaria ser abatida. Ainda não houve ganho de causa para nenhum dos lados e a disputa deve demorar. 
 
Na reapresentação do elenco do Inter, nesta segunda-feira, os dirigentes foram mais claros. Segundo o vice de futebol, Carlos Pellegrini, André já possui acordo firmado com o clube de Parque São Jorge, onde atuará ao menos após o fim do vínculo com o Atlético-MG. Por isso, a estratégia colorada para ter o jogador era convencer o Galo a reverter de alguma forma este pré-contrato, renovar com o atleta e liberá-lo por empréstimo com preço de compra definido. 
 
Andre não se apresentou com os demais jogadores do Atlético-MG, nesta segunda-feira. Segundo o presidente Daniel Nepomuceno, ele é esperado nesta terça. "O André não pôde se apresentar hoje, teve um problema no voo. Mas justificou, e amanhã estará aqui", disse o mandatário. 
 
Não foram apenas Inter e Grêmio a tentarem a contratação do jogador. Até mesmo o mercado chinês se movimentou para levar André. Tudo por força da boa campanha com o Sport no ano passado. Foram 34 jogos e 14 gols marcados pelo atacante de 25 anos vestindo as cores do clube pernambucano. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos