Ex-artilheiro Deivid tem a primeira missão no Cruzeiro: melhorar o ataque

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Mauro Horita/Light Press/Cruzeiro

    Deivid precisa melhora o rendimento ofensivo para o Cruzeiro ter sucesso em 2016

    Deivid precisa melhora o rendimento ofensivo para o Cruzeiro ter sucesso em 2016

No primeiro trabalho como treinador, o ex-atacante Deivid vai ter de mostrar para seus comandados o que fazia de melhor em campo. Artilheiro na época em que foi jogador, o novo técnico do Cruzeiro assume o comando depois de a equipe celeste ter pior desempenho ofensivo no Campeonato Brasileiro disputado em pontos corridos.

Foram somente 44 gols marcados em 38 rodadas. Nem mesmo em 2011, quando escapou do rebaixamento na última rodada, o Cruzeiro havia feito tão poucos gols. Naquele ano o time cruzeiro terminou a competição na 16ª colocação, mas com 48 gols marcados.

E o desempenho ofensivo em 2015 só melhor depois que Mano Menezes assumiu o comando do time, tendo Deivid como auxiliar técnico. A partir de então a equipe deslanchou na competição e chegou perto de conseguir uma vaga na Copa Libertadores. Dos 44 gols marcados, 29 foram na segunda metade da competição.

O artilheiro cruzeirense no Brasileirão foi Willian, com 11 gols marcados. A partir de 2016 o atacante do Cruzeiro vai ganhar novos companheiros na frente. Douglas Coutinho já foi anunciado e Rafael Silva já fala como reforço celeste. Além de Vinícius Araújo, que deve ganhar mais espaço com a saída de Leandro Damião.

Para cumprir a meta traçada em sua apresentação, que é ser campeão, Deivid sabe que vai ter de montar uma equipe mais goleadora. Assim como ele foi na época de atleta. "Vou trabalhar em cima de um conceito. Trabalhei em várias escolas diferentes e agora vou poder aplicar o que eu aprendi. O Cruzeiro tem um conceito de trabalho muito técnico. Não adianta você querer encher o time de volantes marcadores porque esta não é a característica do clube", adiantou Deivid, que mostra confiança nos seus atacantes.

"Gosto de conquistar, de ser lembrado, e vocês podem ter certeza que o Cruzeiro, a partir de 2016, vai ser um clube que vai entrar para ganhar, nunca só para disputar".

Se o ataque foi um dos problemas do Cruzeiro no Brasileirão passado, a defesa é um alento para Deivid. Foram somente 35 gols sofridos. Terceiro melhor desempenho entre os 20 participantes da Série A, atrás apenas de Corinthians e Grêmio, dois integrantes do G4.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos