Audiência preliminar entre ex-médica e Chelsea termina sem acordo

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Darren Staples

A médica Eva Carneiro não chegou a um acordo no tribunal de Londres em audiência preliminar no caso de sua saída do Chelsea. Com isso, representantes do clube inglês e o técnico José Mourinho terão de depor em tribunal no final da temporada.

Empregada em Stamford Bridge desde 2009, Eva Carneiro acabou deixando o time londrino em 2015, após uma série de desentendimentos com Mourinho. Em 12 de agosto do ano passado, a médica entrou em campo para tratar de Eden Hazard durante jogo contra o Swansea. O técnico português, no entanto, alegou não ter autorizado sua entrada em campo e esbravejou com ela em frente às câmeras. Na sequência do caso, Eva foi afastada e depois pediu demissão.
 
A ex-médica do Chelsea entrou com pedido de indenização após afastamento e por discriminação sexual do técnico enquanto ainda trabalhava no clube.
 
Cercada por jornalistas e fotógrafos, Eva optou por não dar entrevistas nem antes e nem depois da audiência em Londres. A médica estava acompanhada pelo marido, Jason De Carteret, com quem se casou recentemente.  
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos