Flu repete maior goleada da Copinha em 2016 e avança para o mata mata

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Fluminense precisava de uma vitória para esquecer a derrota para o Água Santa na última rodada e se classificar para a segunda fase da Copinha. Os cariocas, no entanto, fizeram muito mais que isso. O Tricolor não tomou conhecimento do Capivariano e goleou o adversário por 10 a 0. O destaque da partida foi o atacante Pedro, que marcou cinco gols. Um deles com direito a 'chute no vácuo', jogada tradicional do chileno Valdívia ex-Palmeiras. Wendel (3) e Gabriel (contra) e Ramom completaram o placar.

A partida começou com o Fluminense tomando as rédeas do duelo desde o primeiro minuto. O primeiro gol, marcado por Pedro, saiu logo aos 6min. O segundo foi de Wendel, aos 9min. Como um rolo compressor, o Tricolor seguiu em cima e não demorou para estabelecer a goelada ainda no primeiro tempo. Mais um de Pedro, aos 26min. Três minutos depois, Gabriel, do Capivariano, fez contra.

O lance mais bonito do primeiro tempo ocorreu com o destaque da partida. Pedro recebeu passe na grande área e fica de frente com o goleiro. O atacante chutou o ar e deslocou o adversário e, com muita tranquilidade, fez seu terceiro no jogo, o quinto do Fluminense.

O Fluminense voltou do intervalo decidido a marcar mais gols. Muitos gols. O sexto saiu logo aos 3min, com Pedro, que ainda marcou o sétimo aos 7min, de pênalti. O oitavo e o nono saíram dos pés de Wendel aos 14min e 18min. Aos 20min, foi a vez Ramom fazer 10 a 0.

Nessa altura, o Fluminense ja havia igualado a maior goelada da Copinha em 2016: Coritiba 10 a 0 na União Barbarense, na primeira rodada. A quebra do recorde parecia questão de tempo, mas o Tricolor tirou o pé do acelerador na segunda metada da etapa complementar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos