No STF, Santos tenta proibir saída de Damião, mas terá que esperar um mês

Pedro Lopes e Samir Carvalho

  • MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Leandro Damião disputa bola com atletas da Ponte Preta

    Leandro Damião disputa bola com atletas da Ponte Preta

Além de reverter no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) uma decisão que liberava Leandro Damião para atuar por outro clube, o Santos foi ao Supremo Tribunal Federal para tentar impedir o atacante de acertar com outro clube.

No final do ano passado, o clube alvinegro entrou com uma ação pedindo que o jogador seja mantido como jogador do Santos – e proibido de rescindir contrato – até que a ação principal (aquela da decisão no TRT) tenha uma decisão definitiva sobre o assunto.

Isso, entretanto, deve demorar pelo menos um mês – o STF está em recesso, com os prazos suspensos até o dia 31/01/2016. Em um primeiro despacho, o tribunal considerado que o caso não se enquadra nas hipóteses cabíveis de julgamento durante as férias.

Depois de conseguir uma decisão que o liberava para assinar com qualquer clube, Damião viu o Santos reverter o caso. Atualmente, está vinculado ao alvinegro, com multa rescisória de R$ 200 milhões para clubes brasileiros e US$ 200 milhões para clubes do exterior.

O atacante não se apresentou com o elenco santista para o ínicio da temporada 2016, e tem futuro indefinido na Vila Belmiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos