'Vamos nos matar se a Inglaterra fracassar na Euro 2016', diz dirigente

Do UOL, em São Paulo

  • Xinhua/Liao Yujie

    Seleção da Inglaterra tenta encerrar jejum de 50 anos sem títulos de expressão

    Seleção da Inglaterra tenta encerrar jejum de 50 anos sem títulos de expressão

A Associação de Futebol da Inglaterra (FA) nem cogita uma campanha fraca na Eurocopa de 2016. E o presidente da entidade, Greg Dyke, faz questão de colocar mais pressão sobre a equipe do técnico Roy Hodgson.

Segundo a rede de TV britânica BBC, Dyke diz que a seleção inglesa tem que passar por seu grupo na primeira fase do torneio. Caso contrário, segundo ele, "vamos nos matar".

"Nós temos que passar por este grupo", disse Dyke, durante um evento que marca os 50 anos do título da Inglaterra na Copa do Mundo de 1966. "Se não passarmos, as notícias serão péssimas para o futebol inglês", completou.

A Euro 2016 será disputada na França, com 24 seleções distribuídas em seis grupos. Os dois primeiros colocados de cada chave avançam às oitavas de final, bem como as quatro melhores seleções entre as terceiras colocadas de cada grupo.

A seleção inglesa é a cabeça de chave do Grupo B, que conta também com Rússia, País de Gales e Eslováquia. Embora tenha conquistado o título da Copa do Mundo de 1966, a Inglaterra jamais chegou a uma final de Eurocopa – a melhor campanha veio em 1996, com o terceiro lugar (entre 16 times).

Mesmo com o retrospecto ruim da Inglaterra no torneio continental, Greg Dyke vê boas condições para que a seleção inglesa faça uma boa campanha.

"Nós devemos isso a uma geração de adolescentes sonhadores, para mostrar que podemos fazer isso (conquistar um título) de novo", afirmou. "Nós devíamos ter vencido um torneio nos últimos 50 anos. Não o fizemos. Mais o faremos nos próximos 50 anos – esperamos que antes disso", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos