À espera de proposta, Anderson ganha conselhos sobre futebol chinês

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Alexandre Lops/Divulgação Inter

    Anderson pode trocar o Internacional pelo futebol da China e recebe conselhos de Paulão

    Anderson pode trocar o Internacional pelo futebol da China e recebe conselhos de Paulão

Anderson ainda não tem futuro definido. Enquanto aguarda uma proposta de R$ 40 milhões do Hebei Fortune, da China, um grupo de empresários promete outra que pode bater em R$ 50 milhões e pede para a direção do Colorado esperar para dar a resposta. Enquanto isso, os salários de R$ 1,2 milhão por mês balançam o meio-campista, que recebeu conselhos de um colega que já atuou por lá, o zagueiro Paulão. 

"Se eles [chineses] falaram que vai chegar, é porque vai chegar", disse Paulão sobre a proposta por Anderson. "Na minha primeira passagem por lá, e não posso dizer que foi primeira e única, porque nunca se sabe, eles vieram com uma proposta e eu não queria ir. Mas depois vieram cou uma indiscutível. Não tinha como negar", explicou. 
 
Paulão jogava no Grêmio em 2011 quando foi alvo de uma proposta do Guangzhou Evergrande, da China. Vendido pelo Tricolor, atuou lá por uma temporada antes de voltar ao Brasil para defender o Cruzeiro. 
 
Agora Anderson vive algo semelhante. A primeira proposta apresentada ao Inter, de R$ 25 milhões, foi rejeitada pelo clube. A segunda, do Hebei Fortune, promete bater em R$ 40 milhões. E ainda há um terceiro interessado que indica oferecer até R$ 50 milhões. 
 
De salários, Anderson receberia R$ 1,2 milhão no primeiro ano e o valor, com fim de pagamento de luvas, cairia para R$ 1 milhão a partir da segunda temporada. O Inter, dono de 40% dos direitos econômicos do jogador receberia R$ 16 milhões na proposta de R$ 40 milhões ou R$ 20 milhões na proposta de R$ 50 milhões. 
 
"Eu já falei com ele algumas vezes. Quando surgiu a proposta eu liguei para ele. Ele tem dito que quer ficar, está feliz aqui. O que eu digo é que é um mercado em crescimento. Não precisamos nem falar, com os jogadores que estão indo para lá, teremos uma temporada diferente", falou Paulão. "A gente teme esta situação de chegar uma proposta irrecusável e ele ter que ir. Esperamos que as coisas possam se resolver e ele ficar conosco", completou. 
 
Anderson tem prazo para definição sobre o futuro. Até domingo, alguma das propostas chinesas deve ser apresentada oficialmente. Caso o Internacional estude aceitar as ofertas, o jogador sequer viajará com a delegação para os Estados Unidos, onde será realizada a Florida Cup. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos