Cruzeiro perde laterais e meia recém-chegado já vira opção para o setor

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Cruzeiro/Divulgação

    Volante, meia, lateral. Polivalente Miño será o reserva imediato de Fabrício

    Volante, meia, lateral. Polivalente Miño será o reserva imediato de Fabrício

O primeiro estrangeiro contratado pelo Cruzeiro para temporada 2016 já teve seu primeiro contato com os jogadores do seu novo clube. Sánchez Miño chegou na última terça-feira e esteve presente também no primeiro dia de trabalho da temporada, na quarta. Durante as negociações com o jogador, Miño foi tratado como meia, sua posição de origem e que o credencia a ser um dos postulantes no time titular. No entanto, o reforço chega também para suprir a carência na lateral esquerda, que perdeu força após as saídas dos suplentes Mena e Pará.

Sem os dois no elenco, o técnico Deivid só teria o lateral esquerdo Fabrício como opção no setor. A possibilidade de Miño se deslocar para os lados do campo e se transformar no reserva imediato de Fabrício é real. Como o jogador também atua na faixa central do campo, a diretoria também optou por trazer o jovem Antônio Carlos, garoto revelado no clube que estava emprestado ao Marítimo, de Portugal.

"A princípio, Sánchez Miño vai compor como lateral-esquerdo reserva. Estamos trazendo de volta o Antônio Carlos, que estava no Marítimo. Caso Deivid ache necessário contratar outro lateral, vamos buscar. Mas, inicialmente, Fabrício é titular, Sánchez é reserva e Antônio é o terceiro", comentou Bruno Vicintin, vice-presidente de futebol.

No ano passado, o Cruzeiro começou o ano com Egídio na lateral esquerda. Após a saída do veterano para o Palmeiras, Mena assumiu o posto, enquanto o jovem Pará ficou na reserva. No segundo semestre, Fabrício chegou e não deu mais brechas para seus concorrentes. Nesta temporada, Pará se transferiu para o Atlético-PR e Mena está de acordo feito com o São Paulo, mas o polivalente Miño surge como nova opção para dividir as obrigações do lado esquerdo na ausência de Fabrício.

"Sou um volante que atua pelo lado esquerdo, mas também jogo como lateral-esquerdo", comentou Miño, em seu desembarque em Belo Horizonte.

Conforme dito por Vicintin, até o momento, o Cruzeiro não esboça nenhuma intenção de voltar ao mercado de contratações para buscar outro lateral. "A gente busca reforço polivalente. Conversamos com Sánchez Miño e ele me disse que jogava de volante e cobria a reserva da esquerda", acrescentou.

Miño tem 25 anos e foi revelado pelo Boca Juniors. Em 2014, o jogador foi adquirido pelo Torino, da Itália, mas as poucas oportunidades na equipe permitiram o retorno por empréstimo à Argentina, agora pelo Estudiantes. O Cruzeiro tem a opção de compra do jogador ao fim dos 12 meses, com direitos fixados em 2,5 milhões de euros.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos