Ídolo dispara contra Guardiola no Bayern: "Nunca houve amor"

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / CHRISTOF STACHE

Capitão da Alemanha na Copa do Mundo de 1990 e ídolo do Bayern de Munique, Lothar Matthäus não poupou críticas a Pep Guardiola, depois que o treinador anunciou que deixará o clube alemão ao final da temporada - Carlo Ancelotti o substituirá. Em sua coluna no jornal "Bild", o ex-jogador criticou a relação do espanhol com os jogadores.

"Nunca houve amor entre Pep e os jogadores. Essas frases de 'super, super', as palmadinhas e os abraços eram só para o público, assim como suas reações exageradas no banco", criticou.

Depois de anunciar a saída do Bayern de Munique, Guardiola afirmou que a decisão veio por uma vontade de treinar na Inglaterra. O Manchester City é apontado como futuro clube a ser comandado pelo espanhol.

"Guardiola tem cinco meses quentes pela frente. Que ele não conte histórias, o planejamento do Manchester City é muito importante para ter a cabeça 100% no Bayern de Munique, e esse é um jogo perigoso", continuou Matthäus.

Guardiola está no Bayern de Munique desde 2013 e conquistou dois Campeonatos Alemães (2013/14 e 2014/15), Copa da Alemanha (2013/14), Supercopa da UEFA (2013) e Mundial de Clubes (2013).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos