Jorginho não teme que Vasco perca Nenê e revela conversa a sós com meia

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação/Vasco

    Nenê é aguardo para se apresentar ao Vasco nesta sexta em São Januário

    Nenê é aguardo para se apresentar ao Vasco nesta sexta em São Januário

Ciente de que se trata de seu principal jogador do elenco, o técnico Jorginho garantiu não ter medo de perder Nenê e revelou que procurou o meia durante as férias para alertá-lo sobre a importância de sua permanência no Vasco. O camisa 10 possui uma proposta do Atlético-MG, mas o presidente cruzmaltino Eurico Miranda não pretende facilitar sua saída, já que ele possui contrato até o fim de 2016 e, de acordo com o dirigente, há um acordo para que sua liberação só ocorra em caso de oferta do exterior.

"Ele já estava de férias, eu ainda não. Trocamos uma ideia e falei da importância da permanência dele. A gente sabe que futebol é momento. O Nenê tem um acordo de cavalheiro, pelo menos é o que disse nosso presidente, de uma saída apenas para fora do Brasil. Claro, sabemos como está o mercado. Está muito doido, principalmente na China, pode acontecer de tudo. Mas é muito bom contar com ele ainda, e essa procura é maravilhosa para ele também. É bom ele entender o quanto ele representa para o Vasco da Gama e para o futebol brasileiro atualmente", declarou.

De acordo com Jorginho, Nenê vem tratando sua situação com muito profissionalismo. O treinador também ressaltou em sua conversa com o jogador que no Vasco ele terá uma liberdade que talvez em outro clube não tenha.

"Medo não (de perdê-lo), mas por outro lado fico muito feliz pelo jogador. O Nenê era pouco conhecido no Brasil. Sabemos a história dele fora, mas aqui era pouco conhecido. E ele retornar e você fazer parte desse sucesso dele, é muito legal. Mas a gente entende. Sou profissional, mas as oportunidades aparecem e, às vezes, não se pode deixar passar. Na nossa conversa falamos o que ele representa para o Vasco. Talvez numa saída para outro clube, pode ser que não tenha a mesma forma de jogar, a liberdade que ele teve, o que fizemos para ele também ter esse tipo de atuação. Mas medo não tenho. Ele é um grande profissional. Está tratando com muito profissionalismo e olhando no olho. Mas futebol é assim. Se acontecer qualquer situação, vamos buscar novas soluções para remontar o time", disse.

Nenê ainda não se reapresentou ao Vasco e apresentou justificativas para tal, sendo liberado pela diretoria. Ele é aguardado nesta sexta-feira em São Januário para a realização de exames médicos.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos