Técnico mais caro do Rio, Muricy completa um mês em lua de mel com Fla

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza/Flamengo

O técnico Muricy Ramalho completou um mês de trabalho nos bastidores da Gávea. O clima de lua de mel marca o início do processo e o treinador tem papel fundamental em todas as decisões no departamento de futebol. Mais caro do Rio na função, com um salário de R$ 500 mil, o treinador agora tem a missão de provar a qualidade e traçar uma história de sucesso em um Flamengo que ainda caminha para se arrumar no futebol.

E o primeiro mês de trabalho de Muricy no Flamengo foi marcada pela moral elevada do treinador no clube. Desde que chegou, tem tido papel importante na integração das categorias de base com o futebol profissional. Além disso, o treinador tem cobrado bastante as evoluções nas obras do centro de treinamento Ninho do Urubu. Ele participa diretamente de cada decisão tomada em relação ao futebol.

Muricy Ramalho não chega sozinho ao Flamengo. Junto com o treinador uma comissão totalmente renovada. Táta (auxiliar) e Paulo Victor (preparador de goleiros), ambos  indicados por ele.

"O Muricy está muito contente aqui no Flamengo. As coisas que foram combinadas e tratadas estão sendo cumpridas. Estamos investindo muito em tecnologia e estrutura para o trabalho. O resto ele sabe como faz, é um cara acostumado a trabalhar bem e vencer. Está feliz aqui, mas sempre ressalta que precisa de resultado. Esperamos ter isso agora", disse o diretor executivo do Flamengo, Rodrigo Caetano.

Maior reforço da temporada

Mesmo com a contratação de Mancuello, o grande nome do Flamengo neste mercado da bola foi justamente o treinador. Muricy Ramalho foi bastante comemorado por diretoria e torcida, que não vibrou tanto com as chegadas de Willian Arão, Alex Muralha, Juan, Rodinei, Chiquinho, Antônio Carlos ou Arthur Henrique.

Tanto que o nome de Muricy foi o escolhido pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello para ser apresentado de maneira oficial logo após a reeleição para mais três anos de mandato. A missão do treinador no Flamengo, porém, está longe de ser das mais fáceis.

A primeira delas já mostra o tamanho do problema e terá ligação direta com desempenho do time na próxima temporada: a recuperação de Paolo Guerrero. O jogador mais caro do elenco a superar a má fase que já dura alguns meses. O craque da camisa 9 não sabe o que é balançar as redes desde 23 de agosto de 2015.

O dado negativo impressiona e deixa o Rubro-negro em situação delicada. Recuperar o atacante é uma obsessão no Flamengo. Os dirigentes estão convictos de que o principal investimento dos últimos anos vai render frutos e corresponder. E Muricy terá papel fundamental para a volta por cima.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos