Vasco tenta superar "barreira financeira" para reforçar ataque

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

    Gerente de futebol Isaías Tinoco e Jorginho conversam durante treino do Vasco

    Gerente de futebol Isaías Tinoco e Jorginho conversam durante treino do Vasco

Diferentemente do início de 2015, quando fez uma reformulação completa e um grande número de contratações, o Vasco estabeleceu como meta manter a base da equipe do fim do ano passado e trazer apenas reforços pontuais. Depois de contratar o polivalente Yago Pikachu, ex-Paysandu, e o experiente volante Marcelo Mattos, ex-Vitória e Botafogo, o clube agora foca em um atacante de área para encerrar suas prioridades para o elenco.

Comissão técnica e diretoria acreditam que esta foi uma das principais carências da última temporada, já que apostas como Leandrão, Herrera e o jovem Thalles não renderam o esperado.

"Atacante de área é uma prioridade minha e do clube. Vimos como precisamos de mais de um jogador nessa posição", declarou o técnico Jorginho.

Entre as possibilidades, o Vasco também analisa o mercado sul-americano. No início do ano passado, por muito pouco o clube não contratou Santiago "El Tanque" Silva, que estava no Lanús (ARG), mas o Cruzmaltino não chegou a um acordo financeiro com os argentinos. A limitação econômica, inclusive, continua sendo um problema, já que alguns jogadores foram oferecidos e agradaram, mas estavam acima da realidade vascaína.

"Alguns conversaram, mas estavam completamente fora dos padrões do Vasco para esse ano. Mas a gente acredita que algumas contratações vão acontecer, mas é pontualmente. Precisamos realizar um grande trabalho com a base que nós temos", disse Jorginho.

O treinador, inclusive, em conjunto com seu auxiliar Zinho e com o departamento de análise de desempenho, indicou alguns nomes para a diretoria.

"Já passei para eles alguns nomes. Temos o pessoal da análise de desempenho, mas esbarramos em alguns momentos na questão financeira, em função do alto nível que não podemos pagar", argumentou o técnico.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos