Messi exalta Bola de Ouro, mas diz que trocaria prêmio pela Copa do Mundo

Do UOL, em São Paulo

  • João Henrique Marques/UOL

    Lionel Messi e Cristiano Ronaldo concorrem novamente ao prêmio de melhor jogador do mundo

    Lionel Messi e Cristiano Ronaldo concorrem novamente ao prêmio de melhor jogador do mundo

Maior vencedor da história da premiação da Bola de Ouro, o atacante argentino Lionel Messi deu uma declaração, no mínimo, inusitada ao avaliar suas conquistas.

De acordo com o argentino, ele trocaria uma de suas quatro Bolas de Ouro por um título da Copa do Mundo, que seria inédito em sua carreira. O jogador chegou próximo da conquista na última edição da Copa do Mundo, quando a Argentina acabou derrotada pela Alemanha na final.

"É uma pergunta difícil, mas escolho o Mundial. É o mais difícil de atingir e é a maior honra para um jogador. É o maior troféu que se pode conquistar. E os troféus coletivos estão acima dos individuais", declarou o atacante, que comemorou o fato de ter participar de mais uma edição do prêmio.

"Estar aqui é um prazer, é ótimo estar aqui. Eu só quero aproveitar. Quando pequeno eu pensava nisso, desfrutar isso para mim é muito lindo e de valor. Cada ano que começa tento reunir ânimos novos. Para isso trabalhamos. Quero conseguir todos os objetivos que temos e, ano passado, fomos capazes de conseguir tudo", avaliou o craque do Barcelona.

Cristiano Ronaldo pode empatar com Messi em número de Bolas de Ouro

Nos últimos nove anos, apenas uma edição das premiações da Bola de Ouro não colocou frente a frente os craques Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. Com tanta hegemonia no prêmio, os dois jogadores acabaram criando uma disputa sadia entre eles.

Desde que venceu sua primeira bola de Ouro, em 2008, Cristiano Ronaldo viu seu rival conquistar quatro edições do prêmio, disparando à frente. No entanto, após um "bicampeonato" nas temporadas 2013 e 2014, o português tem a chance de empatar em número de prêmios com o argentino.

"É um prêmio especial, nós conquistamos grandes coisas, não só individuais, mas em grupo também. Sou nomeado novamente, é minha oitava vez aqui, então é um grande prazer estar aqui mais um ano. Acho que é um troféu único, é fantástico", declarou o atacante do Real Madrid, que ainda complementou.

"É um prêmio individual importante, de quem luta por isso durante todo o ano, mas sem esquecer a parte coletiva. Talento sem trabalho não é nada. Não estou aqui para bater recordes, faço o que gosto, mas é claro que os recordes animam, mas o mais importante é levar meu time às vitórias", avaliou Ronaldo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos