Camisa 12 dos reforços do Fla segue aposentada. Entenda a ação de marketing

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

    O zagueiro Juan é apresentado e exibe a camisa 12 ao lado do diretor Rodrigo Caetano

    O zagueiro Juan é apresentado e exibe a camisa 12 ao lado do diretor Rodrigo Caetano

O Flamengo aposentou em 2007 a camisa de número 12. A iniciativa para homenagear a torcida foi exaltada nas arquibancadas e marcada por enormes bandeiras Brasil afora. Nos últimos dias, o número apareceu entre os reforços rubro-negros em uma ação coordenada pelo departamento de marketing.

A camisa 12 não voltará a ser utilizada, mas já funciona como uma espécie de "carimbo" logo na chegada ao Rubro-negro. Foi assim no desembarque do meia Mancuello no Rio de Janeiro e nas apresentações do zagueiro Juan, do goleiro Alex Muralha e do volante Willian Arão.

Todos foram presentados e o motivo despertou a curiosidade dos torcedores. A ação de marketing está no início e foi baseada em algumas observações, conforme explicou o gerente de marketing do Flamengo, Dirceu Rodrigues.

"A ideia é a de que os jogadores entendam que se trata de um presente. Normalmente tem um valor grande. Reparamos que a primeira camisa do atleta que chega ao Flamengo vira presente para pai, mãe ou outro familiar. É justamente para mostrar o quanto isso importa para o jogador, a torcida e o Flamengo. É apenas o início de uma série de ações", afirmou.

Em um ano complicado, no qual passará a maior parte do tempo sem contar com o Maracanã, o Flamengo reconhece a importância de ter a torcida ao lado. Exaltar a peça fundamental na construção de uma história aparece como regra para quem deseja triunfar mesmo longe do seu tradicional palco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos