Atlético-MG pode segurar André após provocação: "Não é questão de dinheiro"

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Alexandre C Mota

Maior contratação da história do Atlético-MG, André já tem uma definição sobre o seu futuro. Ele não joga mais pelo clube mineiro. A questão, agora, é saber quando o atacante vai deixar a Cidade do Galo. Se negociado ainda nesta janela de transferências ou no primeiro dia de julho, quando ficará sem nenhum vínculo com o Atlético.

No que depender do presidente Daniel Nepomuceno, o atacante pode ter de aguardar até o final do contrato para ir embora. A irritação com André começou quando o jogador rejeitou uma proposta do futebol chinês, o que possibilitaria ao clube recuperar parte dos R$ 20 milhões investidos em sua aquisição – o Atlético já recuperou R$ 5 milhões negociando 25% dos direitos do atleta ao Santos.

A gota d'água foi uma provocação feita por André via Instagram. O jogador postou uma foto com a camisa de treino do Atlético, mas sem o escudo clube. No entendimento da diretoria, André quer mesmo forçar a saída imediata, já que está nos planos do Corinthians. Porém, depois de tudo o que aconteceu, o atacante pode ficar os próximos seis meses treinando, até ficar sem vínculo com o Atlético e poder se transferir para o Corinthians.

"É evidente que isso é uma provocação, um motivo para justificar a saída. Tenho a filosofia que só joga no meu time, no Atlético, quem respeita torcida e quer ganhar. A questão não é mais dinheiro, nunca foi dinheiro, e mais que agora a questão é quem está a fim de fazer bom trabalho. Isso irrita como torcedor, mas não vou tomar medida precipitada, porque o que foi feito é um jogo, para desestabilizar, para desfocar, e um jogo para aparecer fora das quatro linhas", disse o presidente Daniel Nepomuceno à Rádio Itatiaia.

Um dos motivos para o Atlético não ter pressa para definir o futuro de André é a Florida Cup. A diretoria alvinegra acompanha a equipe que disputa a competição nos Estados Unidos, enquanto André e demais jogadores que não viajaram seguem treinando na Cidade do Galo.

"Vou continuar focando nos jogadores que estão aqui, agradecendo, sorrindo pela oportunidade. Não tenho pressa para decidir, não é valor que vai mudar, seria sim há um tempo atrás, mas agora é ser profissional. Somos um clube que é exemplo de clube profissional e a gente não vai, de forma nenhuma, admitir um ato de indisciplina com a torcida", completou o mandatário alvinegro.

Com a saída de Vagner Love para o Mônaco, da França, o Corinthians reforçou o desejo de contar com o André já no começo da temporada, não somente a partir de julho. Mas depois das últimas atitudes do atleta, que tenta se desligar do Atlético antes do término do contrato, o clube paulista pode ter de aguardar mais do que esperava para contar com o jogador. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos