Barcelona tentou impedir que Kaká premiasse Messi, diz jornal

Do UOL, em São Paulo

Dirigentes do Barcelona tentaram em vão evitar que Kaká entregasse o prêmio de melhor jogador do mundo a Lionel Messi. De acordo com o jornal Marca, os dirigentes do clube catalão não queriam que uma figura ligada ao arquirrival Real Madrid estivesse ao lado do craque argentino.

Kaká, que defendeu o Real Madrid de 2009 a 2013, entregou a taça a Messi. Momentos antes da celebração em Zurique, dirigentes do Barcelona acionaram organizadores do evento no sentido de excluir Kaká da premiação para Messi.

Até um dirigente do comitê executivo da Fifa foi chamado pelos dirigentes espanhóis. O Barcelona queria que ídolos do clube presentes no evento, como o espanhol Luis Suárez (jogou na década de 50) e o búlgaro Stoichkov, repassassem o prêmio. Mas a Fifa reprovou a ideia.

Bola de Ouro em 2007, Kaká roubou a cena na cerimônia de segunda-feira na Suíça. O meia foi bastante requisitado pela imprensa internacional após o evento, e ainda contou com grande carinho dos convidados da Fifa.

Entre selfies e pedidos de autógrafo, Kaká teve dificuldades para deixar o salão de honra. Depois, deparou-se com diversos jornalistas ansiosos por opiniões sobre o futuro do Bola de Ouro.

"É uma questão de tempo. O Neymar evoluiu demais jogando na Europa e ainda vai ganhar o Bola de Ouro. Para mim será o próximo ganhador. Alguém para acabar com o ciclo Cristiano Ronaldo e Messi", opinou Kaká.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos