Sampaoli diz não ter vontade de ficar no Chile, mas precisa de liberação

Do UOL, em São Paulo

Pouco tempo depois de fazer mistério sobre sua permanência no comando da seleção chilena em comunicado oficial, Sampaoli disse em entrevista a Fox Sports do Chile que não tem mais vontade de ficar no comando da seleção, mas que precisa de liberação por conta de contrato. 

"Sair é a melhor opção para mim e para o futebol chileno. É com grande dor no peito que não me deixa pensar no futuro. "Sairei quando tiverem critérios, não sairei pela janela, como querem outros. "O tempo me dará a razão de que eu quero dirigir outra equipe em curto prazo". 

"Expliquei ao presidente que hoje não estou em condições de ficar em um lugar onde realmente me fazem sentir que não sou mais tão respeitado como antes. Tudo leva a crer que não (que não continuará no Chile, mas tenho que esperar a boa vontade do presidente", continuou o treinador. "Pelo que manifestamos ao presidente, estamos vendo que essa situação é perda de tempo. A Federação deveria pensar no futebol chileno e não no dinheiro", comentou. 

Mais cedo, Jorge Sampaoli disse que "seu projeto social e afetivo segue vinculado ao Chile". O treinador campeão da Copa América em 2015 e que ficou entre os três melhores do mundo no prêmio Bola de Ouro da Fifa comunicou a situação que tem vivido no comando da seleção do Chile.

"Não é verdade que eu não quero viver ou trabalhar no Chile. Penso continuar vivendo em Santiago. Meu contrato vazou, violando a confidencialidade para prejudicar minha imagem. Tentaram causar danos a mim e indiretamente ao país por conta do cargo que hoje eu ocupo. Não sou ídolo, mas sim uma parte de um projeto que deu certo. Quero dizer que essa situação não foi gerada por mim. Meu projeto social e afetivo segue vinculado ao Chile", disse mais cedo Sampaoli sem citar até quando continuará no comando da seleção. 

Na manhã desta quarta, Jorge Sampaoli, foi recebido com ofensas e cusparadas, no Aeroporto de Santiago, o que aumentou a especulação de que o técnico deixaria seu cargo no comunicado que fez. O treinador retornava de Zurique (Suíça), onde concorreu ao prêmio da Fifa de melhor técnico do mundo em 2015.

Sampaoli vive uma relação de tensão com a Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile (ANFP) nas últimas semanas, desde a divulgação de detalhes de seu contrato com a entidade.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos