20 anos de Grêmio: Marcelo Grohe ganha evento para celebrar novo contrato

Do UOL, em Porto Alegre

Marcelo Grohe pode começar e acabar a carreira no Grêmio. Com uma renovação de contrato por mais cinco anos, vínculo agora até 2020, o atleta completará 20 anos no clube. E para celebrar a idolatria conquistada pelo camisa 1, o clube fez um evento de renovação nesta quinta-feira (14). 

Foi na Arena, pela manhã. Grohe esteve acompanhado de seus familiares, esposa, filho nascido em 2015, mãe, além de dirigentes do Grêmio e sócios do clube. Ouviu do presidente agradecimentos e o fortalecimento de uma relação que dura desde 2000, quando chegou para treinar na escolinha de futebol tricolor. Emocionado, lembrou momentos da carreira e reforçou a ideia de jogar apenas no clube. 
 
"Confesso que sou um alemão meio frio, mas por dentro estou extremamente emocionado. Minha mulher, meu filho, minha mão estão aqui. Vi a imagem do meu pai, que infelizmente não está mais conosco mas foi muito importante no começo disso tudo. Foi um dos caras que mais me ajudou no começo, para que eu seja um jogador de futebol hoje. É muito especial, um sonho que eu realizo. Eu sempre falei que se eu terminasse minha carreira no Grêmio, seria uma realização profissional muito grande. Hoje meu objetivo chega mais perto. Tomara que eu consiga terminar minha carreira aqui", afirmou. 
 
Com 29 anos completos na última quarta-feira, Marcelo Grohe terá, ao fim do vínculo, 34 anos. Se permanecer até lá, completará 20 anos no clube. E é o único atleta no elenco que tem 100% dos direitos ligados ao clube, dada relação que sempre houve. 
 
Mas já pensou em mudar de rumo. Quando estava em um ótimo momento e vinha de um bom semestre substituindo Victor, começaria a temporada 2013 como titular. Mas viu o técnico Vanderlei Luxemburgo indicar a contratação de Dida, que chegou e impôs mais uma temporada de suplente a ele. Mas até neste momento, ele ressalta o aprendizado. 
 
"Na minha vida eu sempre encarei que todas as coisas acontecem por algum razão. O momento foi difícil, mas de muito aprendizado e amadurecimento profissional. Hoje eu posso falar que foi muito difícil, mas um amadurecimento e aprendizado muito grande. Em 2014, quando eu tive a confirmação que jogaria, eu olhei para trás e pensei: não pode passar deste ano, será minha chance. E aconteceu tudo muito bem, cheguei à seleção. Agora, não vou sossegar enquanto não conquistar títulos, é meu próximo objetivo", afirmou. 
 
E a conquista é, também, o principal sonho a realizar para o filho Pietro, nascido em 2015. "Quero que ele conheça o Japão", brincou lembrando o Mundial de Clubes, em dezembro. E as conquistas podem, ainda, elevar seu nome ao mesmo patamar de goleiros históricos do clube. 
 
"Para chegar a este nível é necessário títulos. Para se marcar o nome na história do clube, precisamos conquistar. E eu farei de tudo pra que isso aconteça. Eu e meus companheiros merecemos isso. Formamos uma família. Merecemos marcar o nome na história deste clube. Espero um dia ser lembrado como Danrlei, Mazaropi, Lara, goleiros deste porte com títulos na história do Grêmio", finalizou. 
 
Titular em mais uma temporada, Grohe se prepara com os colegas para Libertadores, Gauchão, Primeira Liga, Copa do Brasil e Brasileirão. O objetivo de conquista de títulos se fortalece com a permanência de Roger Machado no comando, já que em 2015 ele teve trabalho repetidamente elogiado pelo clube. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos