Atleticanos pegam vitória sobre o Schalke como exemplo para a Libertadores

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Lucas Pratto não marcou na vitória do Atlético-MG sobre o Schalke 04

    Lucas Pratto não marcou na vitória do Atlético-MG sobre o Schalke 04

A boa vitória por 3 a 0 sobe o Schalke 04, pela Florida Cup, vai ficar na memória dos profissionais do Atlético-MG por um longo tempo. Bater uma das principais equipes do futebol alemão e que sempre participa de importantes competições europeias virou o exemplo a ser seguido pelo técnico Diego Aguirre e seus comandados na disputa da Copa Libertadores.

Mais do que o resultado, o que deixou os atleticanos satisfeitos foi o rendimento do time. No primeiro tempo o Shcalke conseguiu criar apenas duas oportunidades, enquanto no segundo foi apenas uma chance clara de gol, mesmo assim por um erro do árbitro Ted Unkel, que viu a bola bater na mão de Edcarlos, quando o zagueiro conseguiu interceptar o cruzamento de Sané com a barriga.

Entre o primeiro dia da pré-temporada e o duelo com o Schalke foram apenas nove dias de treinos, alguns dois eles em dois períodos. Mesmo o Atlético já se apresentou um pouco diferente em relação ao ano passado, quando tinha uma equipe bastante ofensiva. "Jogar contra uma boa equipe. O Atlético jogou mais recuado e depois começou a gostar do jogo e tiveram a felicidade de fazer dois belos gols, o segundo e o terceiro", disse o atacante Klaas-Jan Huntelaar ao Sportv.

Os elogios do holandês, que foi o capitão da equipe alemã e atuou somente no primeiro tempo, serviram como incentivo para a sequência do ano. Para o também atacante Lucas Pratto, o jogo serve para os próprios jogadores atleticanos terem convicção que é possível brigar pelo título da Copa Libertadores.

"Foi um resultado importante, principalmente para que a gente se convença que podemos conseguir coisas importantes, especialmente nos próximos seis meses, pois temos a Copa Libertadores. Verdade que temos outras duas competições o Mineiro e a Sul-Minas. Acredito que o que a gente mais quer é brigar pela Copa Libertadores. Então, jogar contra um time que está na Liga Europa, acostumado com a Liga dos Campões e com muita história, é importante para nos convencer que podemos conseguir coisas importantes", declarou à Rádio Inconfidência.

"Mostramos que o Atlético quer conquistar coisas importantes neste ano, mas foi apenas o primeiro jogo, é uma preparação e ainda temos que nos condicionar física e taticamente, assimilar o sistema de jogo que quer o novo treinador. É descansar e treinar bem, esse ano queremos coisas importantes, especialmente nos próximos seis meses", completou Pratto.

Para o técnico Diego Aguirre, o estilo de jogo do Schalke é semelhante ao que o Atlético vai encontrar quando atuar como visitante na Copa Libertadores. Mais um motivo para pegar o jogo disputado no Estádio Lockhart, em Fort Lauderdale, nos Estados Unidos.

"Acho que o Schalke tem uma qualidade técnica com muita intensidade e muita pressão. Usaram toda a largura do campo. Foi um bom teste, porque quando formos jogar a Libertadores fora de casa, tem a intensidade, essas bolas na área. A resposta do grupo foi excelente. Você pode não jogar bem, mas não pode deixar de ter atitude e ser solidário".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos