Atlético-MG ainda quer reforços, mas Diego Aguirre destaca elenco alvinegro

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • EFE/David Fernández

    Atlético-MG espera anunciar Calleri, do Boca Juniors, em pouco tempo

    Atlético-MG espera anunciar Calleri, do Boca Juniors, em pouco tempo

É apenas uma questão de tempo para o Atlético-MG anunciar o argentino Jonathan Calleri como seu quarto reforço para a temporada 2016. Além dele, o clube segue em busca de outros jogadores, como um volante e até mesmo mais um meia. No entanto, o técnico Diego Aguirre minimiza a busca por novos atletas. O treinador se mostra satisfeito com o que já tem em mãos.

Depois do triunfo por 3 a 0 sobre o Schalke 04, na estreia da Florida Cup, o treinador alvinegro falou sobre a possibilidade da chegada de reforços. Aguirre abriu as portas da Cidade do Galo para novas aquisições, mas o uruguaio faz uma ressalva importante: é preciso ter muita qualidade para entrar no elenco do Atlético.

"Está até difícil trazer reforços, mas pela qualidade dos nossos jogadores. Tem que jogar muito para jogar no Atlético. Não é qualquer um que pode jogar. Fala muito em que vem, mas temos de valorizar o que temos. Na verdade, estou muito tranquilo. Se vier mais algum jogador, tudo bem, mas se não vier ninguém, já temos muita qualidade aqui", declarou.

Calleri tem qualidade para jogar no Atlético. É a avaliação de Diego Aguirre, que espera contar com o argentino já no retorno dos Estados Unidos. O presidente Daniel Nepomuceno evita falar especificamente sobre o atacante que está no Boca Juniors, mas revela que mantém conversas para reforçar o time e espera apenas as assinaturas para anunciar o quarto reforço para 2016.

"A torcida do Atlético já está entendendo meu estilo. Tento preservar ao máximo as negociações, pois prejudica e prejudica muito. Não foi fácil trazer os três reforços que já estão aqui, pois a concorrência no futebol brasileiro é muito grande. Existe uma carência de bons jogadores e muitos clubes têm poder aquisitivo para melar as negociações. Mas não estou parado, sempre trabalhando, são 24 horas conversando com o Aguirre e com o Eduardo Maluf (diretor de futebol). Só vamos anunciar com o contrato assinado e estamos esperançosos. Depois das partidas (pela Florida Cup) vamos fazer uma avaliação com o técnico, para ver se é preciso trazer mais um ou dois reforços", disse o presidente do Atlético em entrevista à Rádio Inconfidência.

Algo que pode ajudar o Atlético na busca por reforços é a folha salarial do clube. Em 2015 era de R$ 6,5 milhões e continua com esse valor, considerando o número de jogadores que saíram e chegaram à Cidade do Galo. Mesmo assim, Nepomuceno descarta qualquer tipo de loucura financeira. Só vai chegar quem estiver dentro do orçamento do clube.

"Jogador bom não importante a posição ou a folha salarial. Mas somos responsáveis, o Atlético tem uma das folhas mais compatíveis do futebol brasileiro. Temos uma folha que conseguimos honrar todos os compromissos, como foi no ano passado", completou o mandatário alvinegro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos