Inter mostra cansaço, abre 2 a 0, mas cede empate ao Bayer Leverkusen

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Jogadores do Internacional comemoram gol contra o Bayer Leverkusen

    Jogadores do Internacional comemoram gol contra o Bayer Leverkusen

O Inter marcou dois gols antes dos 10 minutos, mas cedeu empate no primeiro tempo. Trocou todo time e voltou a estar na frente na segunda etapa, mas cedeu de novo e acabou empatando em 3 a 3 com o Bayer Leverkusen na madrugada desta quinta-feira (14), na estreia pela Florida Cup. Com sinais de cansaço, pois começou a temporada há 10 dias, o time vermelho foi melhor enquanto aguentou. 

A dupla de ataque sem um centroavante fixo mostrou serviço. Com marcação alta, o Inter igualou forças e abriu vantagem 'enquanto teve pernas'. Mas o cansaço bateu e o empate foi o melhor que a equipe comandada por Argel Fucks conseguiu. 
 
O Inter não deu nem um minuto de igualdade ao Bayer Leverkusen. Antes do ponteiro completar o primeiro giro, Eduardo Sasha já tinha colocado os brasileiros na frente. Um escanteio mal afastado por Jedvaj foi completado, de primeira, pelo atacante que abriu o placar. 
 
Em seguida, Arthur foi lançado pela esquerda e cruzou. André Ramalho tentou afastar e a bola bateu em seu ombro. Mas o árbitro considerou pênalti que virou gol de D'Alessandro aos 6 minutos. Antes dos 10 de jogo, o Inter já vencia por 2 a 0. 
 
A primeira chegada mais forte do Bayer aconteceu apenas aos 27. Kramer ganhou de dois jogadores e abriu para Bellarabi, que bateu colocado e acertou o travessão. E mesmo sem pressionar, o time alemão descontou aos 40 minutos. Anderson chegou tarde e cometeu pênalti em Chicharito. O mexicano bateu e descontou. E seis minutos depois, o Bayer empatou o jogo. Chicharito bateu, a bola desviou e Alisson não conseguiu defender. Empate em 2 a 2 e apito final da primeira etapa. 
 
O Inter mudou todo time para o segundo tempo. O Bayer manteve apenas três jogadores na equipe. E logo no início, por pouco os alemães não viraram. Chicharito pegou de primeira um cruzamento e acertou a trave. 
 
Só que quando o adversário era melhor no jogo, o Internacional pulou de novo na frente. Alisson Farias cruzou, a defesa do Bayer falhou, e Andrigo dominou e bateu forte para colocar na rede. Mas aos 34 minutos do segundo tempo o Bayer empatou de novo. Alan Costa completou contra o cruzamento de Bellarabi e definiu o placar. 
 
INTERNACIONAL 3 X 3 BAYER LEVERKUSEN
 
Data: 13/01/2015 (quarta-feira)
Horário: 23h30 (de Brasília)
Motivo: Florida Cup
Local: ESPN Wide World of Sports Complex, em Orlando (EUA)
Árbitro: Nima Saghafi (EUA)
Assistentes: Daniel Gutierrez e Miguel Martes (EUA)
Cartões amarelos: Silva (INT). Geferson (INT); Brandt (BAY)
Gols: Eduardo Sasha, do Internacional, a 1 minuto do primeiro tempo; D'Alessandro, do Internacional, aos 6 minutos do primeiro tempo; Chicharito Hernandez, do Bayer, aos 40 minutos do primeiro tempo; Chicharito Hernandez, do Bayer, aos 46 minutos do primeiro tempo; Andrigo, do Internacional, aos 17 minutos do segundo tempo; Alan Costa, do Inter (contra), aos 35 minutos do segundo tempo;
 
INTERNACIONAL
Alisson (Muriel); William (PC Magalhães), Paulão (Alan Costa), Ernando (Réver) e Arthur (Geferson); Rodrigo Dourado (Silva) (jair), Fernando Bob (Fabinho), Anderson (Alex) e D'Alessandro (Andrigo) ; Vitinho (Alisson Farias) e Eduardo Sasha (Marquinhos).
Técnico: Argel Fucks
 
BAYER LEVERKUSEN
Leno (Yelldell); Jedvaj (Donati) , Tah (Pappadopolus), André Ramalho (Boeder) e Wendell (Henricks); Kramer, Frey (Brandt), Calhanoglu (Yurchenko) e Bellarabi; Chicharito Hernandez (Dzalto) e Kiessling (Mehmed).
Treinador: Roger Schmidt

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos