Corinthians faz contraproposta e decide futuro de Gil até semana que vem

Danilo Lavieri e Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo e em Orlando (EUA)

  • Eduardo Knapp/Folhapress

O Corinthians pode perder mais uma de suas referências da temporada de 2015 para o mercado chinês. A bola da vez é o zagueiro Gil, que segue como alvo do Shandong Luneng. Na última quarta-feira (13), a terceira proposta sem valores revelados foi enviada ao atual campeão brasileiro.

Nesta quinta, o time paulista fez uma contraproposta à investida dos asiáticos e aguarda resposta em breve. A expectativa dos chineses é que até o início da semana que vem uma palavra final seja dada no caso. 

A equipe comandada por Mano Menezes não pretende pagar a multa rescisória do atleta, que é de 10 milhões de euros ou aproximadamente R$ 43 milhões. Em 2013, ele foi comprado por menos de 4 milhões de euros do futebol francês.

Como é um pedido expresso de Mano, o Shandong fará esforço para conseguir a contratação do zagueiro de seleção brasileira. A deficiência no setor já havia sido sentida por Cuca, antecessor no cargo de treinador.

Sabendo disso e em meio ao desmanche, o Corinthians tenta lucrar o máximo possível com a negociação e usa o tempo a seu favor. A equipe alvinegra tem 90% dos direitos econômicos.

Ainda sem saber se perderá Gil, o Corinthians já negociou Ralf, Jadson e Renato Augusto com o futebol chinês, além de ver Vagner Love ir para a França e Edu Dracena preferir defender o arquirrival Palmeiras. Elias também é cogitado no futebol chinês.

Em contrapartida, o Corinthians recusou a investida do Besiktas por Cássio. Entre os reforços contratados, estão o zagueiro Vilson (ex-Palmeiras e Grêmio), Marlone, ex-Sport, Alan Mineiro e Douglas, ambos ex-Bragantino. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos