Real e Atlético de Madri são proibidos de contratar pela Fifa

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Rivais, Atlético e Real sofreriam a mesma punição

    Rivais, Atlético e Real sofreriam a mesma punição

Real Madrid e Atlético de Madri, rivais da capital espanhola, foram punidos pela Fifa nesta quinta-feira e estão proibidos de contratar jogadores nas duas próximas janelas de transferências. A informação foi divulgada pela própria entidade.

Segundo nota oficial, os clubes serão proibidos de contratar atletas após a temporada 2015/2016 e no intervalo de fim de ano da temporada 2016/2017. A decisão foi tomada depois da Fifa analisar documentos recebidos da Federação Espanhola de Futebol sobre as contratações.

A Fifa investigava há um ano se Real Madrid e Atlético haviam feito contratações de menores de 18 anos, o que é proibido pela entidade. A punição é semelhante a que foi imposta ao Barcelona e se encerrou em janeiro desta temporada.

"O Comitê Disciplinar da Fifa sancionou os clubes Atlético de Madri e Real Madrid por infrações relacionadas a transferências internacionais e registros de jogadores abaixo dos 18 anos", diz o comunicado divulgado pela entidade máxima do futebol mundial. "Descobriu-se que os dois clubes violaram diversas determinações a respeito de transferências e profissionalização de jogadores menores de idade, assim como outras determinações relevantes a respeito do registro e da participação de certos jogadores em competições", acrescenta a nota.

O comunicado da Fifa diz que os dois clubes violaram pelo menos três artigos do regulamento a respeito do registro de atletas. "O veto a transferências, que não diz qualquer respeito à atual janela de transferências, uma vez que ela já havia sido iniciada quando as decisões foram comunicadas, são aplicadas aos clubes como um todo, com exceção aos times feminino, de futsal e de beach soccer", comunica a Fifa. A atual janela se encerra em 1º de fevereiro.

Tanto Atlético quanto Real foram multados respectivamente em 900 mil francos suíços (cerca de R$ 3,5 milhões) e 360 mil francos suíços (R$ 1,4 milhão). Os clubes ainda têm 90 dias, a partir desta quinta-feira, para regularizar as situações de jogadores irregulares.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos