'Veia goleadora' de atacante improvisado faz Inter rever chegada de reforço

Do UOL, em Porto Alegre

  • AFP PHOTO /CLAUDIO REYES

    Eduardo Sasha tem 'veia goleadora' e pode ser firmado no ataque por Argel Fucks

    Eduardo Sasha tem 'veia goleadora' e pode ser firmado no ataque por Argel Fucks

"O Sasha [Eduardo] deu aquela veia goleadora que nos faltou às vezes no ano passado", disse o técnico Argel Fucks ao avaliar o rendimento do Internacional contra o Bayer Leverkusen, na madrugada desta quinta-feira (14). A boa atuação do meia, que virou centroavante no Colorado de 2016, pode mudar os planos do clube e vetar a chegada de um novo jogador para o setor. 

"Às vezes não tivemos isso na temporada passada, essa veia goleadora. Com o Lisandro, que é um grande jogador, por vezes não tivemos isso, agora temos no Sasha", comentou o treinador. 
 
Com menos de um minuto de jogo, a 'veia goleadora' já esteve presente. Em uma batida de primeira após erro do zagueiro Jedvaj, do Bayer Leverkusen, Sasha abriu o placar para os brasileiros na Florida Cup. O jogo terminou 3 a 3. 
 
Internamente, o Internacional imagina que se Sasha se firmar no ataque, a chegada de um novo jogador pode ameaçar a sequência do atleta. Até porque Valdívia voltará de lesão dentro de alguns meses e também disputará o mesmo espaço. Marquinhos, que chegou há uma semana, é outro que luta pela mesma vaga. Uma sobreposição de alternativas pode não ser bom para o momento e frear o crescimento de jogadores vindos da categoria de base, como Alisson Farias e Aylon.
 
Agora, a meta do jogador é manter o ritmo e não ter novas lesões. Foram exatamente os quadros clínicos que atrapalharam uma maior sequência nos dois últimos anos. Em ambos foi titular mas perdeu o fim da temporada. 
 
Só que agora a função é outra. Sasha não joga mais aberto como meia, mas como 'falso 9', ou mesmo par de Vitinho no ataque. 
 
"Antes eu jogava mais pelos lados, chegando de trás. Agora estou mais perto da área e não tenho que voltar tanto. Isso vai facilitar muito para eu e o Vitinho nos aproximarmos e poder ajudar um ao outro", disse Sasha. 
 
A ideia da direção do Internacional de investir em um centroavante pode mudar a partir do bom rendimento. Aguardando a resolução do caso de Henrique na Justiça contra o Botafogo, a chegada pode acabar não acontecendo pelo bom desempenho de Sasha.
 
"É uma posição diferente do ano passado. O time se adaptou a isso, e eu também. Fui feliz na primeira oportundiade. Espero que seja o primeiro de muitos gols e que o grupo faça um belo ano. Que todos sejam goleadores", finalizou. 
 
O Internacional volta a campo no próximo dia 20 para enfrentar o Fluminense pela Florida Cup. Até lá, permanece rotina de treinamentos nos Estados Unidos. A manhã foi de folga ao elenco, que volta a treinar à tarde. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos