Ele já foi chamado de 'novo C. Ronaldo'. Agora busca recomeço no Vitória

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

  • Montagem/UOL

    Alípio já foi apontado como 'novo Cristiano Ronaldo' quando foi contratado pelo Real

    Alípio já foi apontado como 'novo Cristiano Ronaldo' quando foi contratado pelo Real

Segundo reforço contratado pelo Vitória para a temporada de 2016, o atacante Alípio busca na Toca do Leão um recomeço. Mais um, entre tantos. Apontado como o 'novo Cristiano Ronaldo' no início da carreira, quando foi contratado pelo Real Madrid B ainda aos 16 anos de idade, o jogador que deixou o Brasil aos 14 passou por dificuldades no mundo europeu. Lesões, pressão dos empresários, falta de entrosamento com os companheiros fora de campo... Agora, aos 23, depois de ser um dos destaques do Luverdense na última Série B, ele disputará pela primeira vez o campeonato mais importante do país.

Nascido em Brasília, Alípio deixou o Brasil aos 14 anos para jogar no Rio Ave, de Portugal. Foi bem, e assim chamou a atenção do gigante Real Madrid. Começou no time C, subiu para o B, mas depois nada mais deu certo em território espanhol. Autocrítico, o atacante faz suas próprias análises e reconhece que ainda não estava preparado para um desafio tão grande em sua carreira.

"Em certos momentos o jogador tem que se impor. Às vezes, na época, eu tive alguns problemas físicos. E pela pressão dos empresários para jogar eu acabei forçando o meu corpo a situações que eu não deveria", disse o atacante em entrevista ao UOL Esporte. "Na época eu não estava preparado ainda para me sujeitar a um desafio tão grande", acrescenta Alípio, para depois apontar qual foi o principal obstáculo que o impediu de chegar mais longe no Real Madrid.

"O problema maior não foi a minha idade, nem as contusões. O problema foi que eu não tive um ambiente, fora do campo, favorável para que eu me sentisse bem. Eu nunca fui um cara que me envolvi com bebida, noite... Então isso me distanciou um pouco da maioria dos jogadores", recorda Alípio, que aos 18 anos ainda viu sua família retornar para o Brasil.

"Foi uma coisa que eu atingi muito cedo [chegada na Europa]. Teve o lado bom, mas também trouxe outras coisas que eu não estava preparado para lidar", afirma.

Na temporada 2010/11, Alípio deixou o Real Madrid rumo ao Benfica, sem ter correspondido às insistentes comparações da imprensa espanhola com o craque Cristiano Ronaldo. O assunto, porém, não incomoda o atacante. E ele garante que esta história não influenciou em seu futebol dentro de campo.

"A imprensa sempre gostou de fazer comparação. Eu não acho que isso influenciou. Foi mais um detalhe, não foi algo que mexeu comigo, nem para o bem, nem para o mal. O que aconteceu comigo aconteceu com milhares de jogadores. Todo argentino que sai é o novo Messi...", brinca. "Isso é uma coisa natural", analisa.

Depois de jogar o primeiro ano no Benfica no time sub-19, Alípio quase acabou emprestado duas vezes pelo time português, ao América-RN (2011) e ao Al-Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos (2012). Na primeira, não conseguiu ser inscrito a tempo, e na segunda reprovou nos exames médicos. Ainda passou pelo Omonia, do Chipre, e pelo Apollon Smyrni, da Grécia, antes de retornar ao Brasil para defender o Luverdense, em mais um recomeço.

Agora no Vitória, ele espera dar mais uma guinada em sua carreira. E tem uma grande ajuda fora de campo para atingir seus objetivos. "Com certeza, é um recomeço, desde o ano passado, quando eu iniciei esse recomeço no Luverdense. Pessoalmente eu estou me sentindo muito bem aqui, perto da minha família, dos meus amigos", comemora Alípio.

"Estou preparado fisicamente. Ainda mais pelo ano que eu tive no Luverdense, com aquelas viagens e tudo mais. Principalmente agora fazendo a pré-temporada aqui no Vitória, com uma estrutura ótima para trabalhar. Ano passado eu não tive pré-temporada no Luverdense, eu cheguei com o Estadual já rolando. Acho que isso vai ser um diferencial para esse ano", diz.

Fã de Ronaldo Fenômeno, Alípio não pensa no futuro. Seleção brasileira, gigante europeu... Os objetivos de qualquer jogador de futebol até estão nos planos do atacante. Mas em segundo plano. Em primeiro, trabalhar bastante e, dia a dia, ir conquistando o seu espaço no futebol.

"Hoje em dia lido com o futebol de uma forma muito pragmática. Não me preocupo com nada disso [sonhos]. Vejo como minha profissão. Me preocupo em chegar no treino, chegar no dia do jogo e fazer o meu melhor. Claro que tenho vontades, mas hoje em dia o futebol é minha profissão. Se minha profissão trouxer os sonhos que eu tenho de criança, melhor ainda. Mas se chegar ao fim da minha carreira e eu tiver sido apenas um bom profissional eu estarei feliz porque já aprendi que minha felicidade está fora do campo", completa o atacante.

Além de Alípio, o Vitória anunciou outros três reforços para a temporada de 2016: o meia Tiago Real, o volante Willian Farias e o lateral-direito Maicon Silva.

O Vitória faz a sua estreia na temporada de 2016 no dia 31 de janeiro, quando recebe o Jacuipense no Barradão, pela primeira rodada do Campeonato Baiano. Antes disso, porém, tem amistoso marcado contra Tianjin Quanjian, time chinês comandado por Vanderlei Luxemburgo, no dia 26, na Arena Fonte Nova.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos