'Goleiro gigante' do Milan mostrava certidão para provar idade aos rivais

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / OLIVIER MORIN

    Gianluigi Donnarumma vem recebendo chances como titular

    Gianluigi Donnarumma vem recebendo chances como titular

Oitavo colocado no Campeonato Italiano após 19 rodadas, fora de competições europeias e sem recursos para brigar com as principais potências do continente por contratações, o Milan atravessa uma fase ruim e pouco lembra o clube poderoso da última década. Em um momento tão turbulento, cabe a um garoto de pouco menos de 17 anos e 1,96m a tarefa de defender o gol de uma das equipes mais tradicionais do futebol mundial.

Apontado como o "futuro do futebol italiano" pelo treinador do Milan, Sinisa Mihajlovic, o jovem Gianluigi Donnarumma vem recebendo chances como titular na atual temporada. Em julho, o garoto chamou atenção ao substituir Diego López e defender um pênalti contra o Real Madrid, cobrado por Toni Kroos, em um amistoso realizado na China.

A estreia em jogos oficiais aconteceu em outubro, contra o Sassuolo. Aos 16 anos e oito meses, ele se tornou o mais jovem goleiro estreante na primeira divisão da Itália desde Gianluca Pacchiarotti, que defendeu o Pescara em 1980 cinco meses antes de completar 17 anos.

Além da pouca idade, Donnarumma impressiona a imprensa italiana por sua altura. A alta estatura já provocou situações inusitadas quando o garoto dava os primeiros passos no futebol.

Nascido em Castellamare di Stabia, na região de Nápoles, ele conviveu durante a infância e parte da adolescência com a desconfiança de técnicos e familiares dos adversários, que repetiam que o garoto era muito alto para a idade que dizia ter.

A alternativa encontrada por sua mãe era carregar a certidão de nascimento do filho para provar aos rivais que não havia nenhuma irregularidade.

O fato do irmão nove anos mais velho, Antonio, hoje terceiro goleiro do Genoa, ter sido revelado nas categorias de base do Milan foi fundamental para que Donnarumma optasse por não começar sua trajetória no futebol na rival Internazionale. 

"Escolhi vir para cá, não para a Inter, em parte porque meu irmão jogou aqui e também porque sempre fui um torcedor do Milan. Sempre quis ser goleiro. Comecei em um campo perto da minha casa e nunca tive outro sonho", afirma. 

Com a carreira administrada pelo agente Mino Raiola, que também defende os interesses de Zlatan Ibrahimovic e Paul Pogba, Donnarumma tem objetivos ambiciosos para os próximos anos. Nas entrevistas aos veículos italianos, sempre diz que quer trilhar um caminho semelhante ao de Gianluigi Buffon, goleiro campeão do mundo em 2006 e um dos maiores nomes da história da Juventus.

"Buffon é meu ídolo. Meu sonho é ter sua regularidade na seleção e seguir os seus passos. Todo mundo gostaria de ter uma carreira como a dele", conta.

Perto de completar 17 anos – faz aniversário no dia 25 de fevereiro –, Donnarumma ainda precisa corrigir algumas falhas para ter o mesmo destaque de Buffon, aponta a jornalista Mina Rzouki. "Ele é muito grande para sua idade, tem uma enorme envergadura e é ágil para alguém de sua altura. É um garoto bem ajustado e com alto nível intelectual. Seus pontos fracos são os cruzamentos e seu posicionamento. Ele já cometeu alguns erros e mostrou inconsistência, mas Mihajlovic coloca fé nele".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos