Roger acredita que Grêmio começa temporada melhor que rivais. Por quê?

Marinho Saldanha

Do UOL em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

    Roger Machado acredita que manutenção do grupo põe Grêmio na frente de rivais

    Roger Machado acredita que manutenção do grupo põe Grêmio na frente de rivais

Roger Machado concedeu sua primeira entrevista coletiva da temporada nesta sexta-feira (15). O técnico gremista avaliou que sua equipe está na frente de alguns rivais pela manutenção de praticamente todo grupo que acabou o último brasileiro em terceiro. O comandante ainda trata com naturalidade a pressão pelo fim do jejum de títulos. 

"Para mim, o fato de poder da continuidade ao trabalho no início de uma temporada e a possibilidade de planejar tudo tendo em vista as competições que teremos é um ganho substancial na preparação para aquisição das capacidades que entendemos que possam nos ajudar neste ano. Em 2015 tivemos um ano bom, mas sabemos que a pressão por conquistas será imediata. E a chance de fazermos a pré-temporada em nosso CT, além do clube tendo feito um esforço grande para manter a base do grupo, nos dá uma vantagem competitiva diante de alguns adversários que perderam valores e terão que repor peças. Teremos muito trabalho e concentração para elevar nosso nível a outro patamar", disse. 
 
O Grêmio manteve a maioria dos jogadores. Em relação ao time do ano passado, Galhardo e Erazo foram as únicas baixas. Wallace Oliveira, Fred e Kadu chegaram. E a manutenção também é importante para compreensão do trabalho. 
 
"A continuidade nos dá possibilidade de manter 80% ou 90% do grupo do ano passado e isso facilita a compreensão do trabalho. É mais fácil e mais rápido de readquirir o ritmo. É só relembrar. Mas como temos alguns aspectos para evoluir, depois de analisar o que fizemos no ano passado e as variáveis de equipes vitoriosas, dentro dessa compreensão trabalharemos em cima disso", explicou.
 
E a pressão para o fim do jejum de títulos que dura desde 2010 não chega a preocupar de alguma forma. Mesmo que os discursos desde a abertura dos trabalhos mostrem a obrigação de voltar a erguer taças. 
 
"A cobrança e a necessiadde da conquista de títulos é inerente ao esporte profissional e de alto rendimento. Se tratando do futebol, um esporte tão tradicional e que leva as pessoas a torcerem tanto para seus times é justamente a sua trajetória e seus títulos. Conquistar títulos já está determinado sempre que se inicia uma temporada. Evidentemente que o fato do Grêmio nos últimos anos estar ausente das grandes conquistas se torna um elemento a mais e com bastante peso. Mas não vejo como carga excessiva de responsabilidade. O que aumenta é nosso desejo. Entendemos que conquistar um título importante nesta temporada depois de uma grande usência ficará muito marcado na história do clube. E todo atleta quer ficar marcado na história", finalizou. 
 
O Grêmio segue pré-temporada realizada em Porto Alegre. O primeiro teste será o jogo-treino diante do Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul, no domingo. No próximo dia 23, será disputado um amistoso, cujo adversário ainda não está oficializado mas deve ser o Danubio, do Uruguai. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos