Apalavrado com Atlético-MG e alvo do SP, argentino quer definir futuro logo

Pedro Lopes e Victor Martins

  • Jorge Saenz / AP

    Jonathan Calleri, meia do Boca Juniors

    Jonathan Calleri, meia do Boca Juniors

Até alguns dias atrás, o atacante Jonathan Calleri era praticamente dado como reforço certo do Atlético-MG. Isso, entretanto, mudou: o argentino também entrou na mira do São Paulo, tem futuro indefinido, mas quer resolver logo seu destino.

Artilheiro do Boca Juniors no último campeonato argentino, Calleri já acertou sua saída do clube xeneize. "É real o interesse dos dois clubes, mas ainda não temos uma definição. Definir nos próximos dias é vital para que ele possa começar o trabalho no novo clube", diz o pai do atacante, Guillermo Calleri.

Pessoas ligadas à diretoria do Atlético dizem que o jogador já tinha, verbalmente, aceitado uma oferta. Internamente, o negócio é visto como extremamente bem encaminhado. Mesmo que corra o risco de perder o atleta para o clube paulista, o Galo não irá mais alterar os valores oferecidos.

Há alguns dias o próprio Calleri chegou a procurar Lucas Pratto, e questionou o compatriota em busca de informações sobre o time mineiro.

Do lado são-paulino, a direção não comenta a negociação. Quem confirmou o interesse foi o treinador e também argentino Eduardo Bauza. "É um jogador jovem, com grande proteção, adquirido por um grupo de empresários e que dentro de seis meses vai jogar em uma equipe italiana. Existe a possibilidade de contratá-lo por seis meses", disse Bauza, nesta sexta-feira.

Negociação complexa

Calleri, na verdade, tem tudo acertado para defender a Internazionale, da Itália, no segundo semestre – foi comprado por um grupo de investidores e a ideia é que seja registrado no Desportivo Maldonado, clube uruguaio administrado pelo agente Juan Figer.

A concorrência com nomes de peso como Carlos Tevez e Dani Osvaldo fez com que Calleri desejasse deixar o Boca antes de concretizar, depois do meio do ano, sua transferência para Itália. Neste meio tempo, um empréstimo do Desportivo Maldonado para um clube brasileiro é visto como alternativa interessante.

Pendência resolvida

Inicialmente, o Boca tentou frear a negociação – os argentinos não estariam à vontade com a ida de Calleri para um clube concorrente na disputa da Libertadores. Segundo pessoas envolvidas na negociação, a questão já foi resolvida, e o atacante deve definir um destino no Brasil até a próxima quarta-feira. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos