Grêmio usa todo elenco e vence primeiro teste do ano por 3 a 0

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

    Wesley foi titular do Grêmio em jogo-treino contra o Sindicato dos Atletas do RS

    Wesley foi titular do Grêmio em jogo-treino contra o Sindicato dos Atletas do RS

O Grêmio venceu seu primeiro teste na temporada. Neste domingo (17), o time comandado por Roger Machado ganhou jogo-treino contra o Sindicato dos Atletas do Rio Grande do Sul, no CT Presidente Luiz Carvalho, em Porto Alegre, por 3 a 0. Todo o grupo principal foi utilizado, com exceção de Fred e Wallace Oliveira – ambos ainda vetados pela preparação física.

Os gols foram de Walace, no primeiro tempo, Bressan e Batista, na segunda etapa.

O time usado no primeiro tempo: Marcelo Grohe; Wesley, Geromel, Kadu e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Giuliano, Douglas, Everton e Luan. Na etapa final a formação foi: Bruno Grassi, Kaio, Rafael Thyere, Bressan e Marcelo Hermes; Edinho, Ramiro, Pedro Rocha, Tontini, Fernandinho e Bobô. Ainda entraram: Léo, Werley, Moisés, Lincoln, Braian Rodríguez, Batista e Lucas Coelho.

Sob um forte calor, o Grêmio começou o jogo com ritmo intenso. O bloco ofensivo obrigou Kadu, único reforço a participar da formação titular, a se adaptar. A linha de defesa bem avançada induziu o tricolor ao domínio total do duelo.

Walace, em chute de fora da área, acertou o canto direito do goleiro e abriu o placar. Com somente três minutos de bola rolando. A assistência foi de Wesley, lateral direito da base e integrante da equipe titular pela adaptação de Wallace Oliveira, cedido pelo Chelsea.

O garoto foi bastante exigido pelo time, como se encarasse um teste antes de receber novas chances. As chegadas na linha de fundo foram escasseando a medida que o tempo passava e o desgaste pelo calor aumentava. Maicon, Giuliano e Douglas foram destaques da primeira parte do jogo-treino.

No intervalo, o time mudou completamente. A postura seguiu igual e os princípios de jogo que marcaram o desempenho sob o comando de Roger, em 2015, também. O bloco ofensivo seguiu. Assim como a busca por amplitude, fazendo variar os jogadores nos flancos do campo.

Triangulações e bolas em profundidade foram usadas para levar o time até a área. O cansaço do rival também ajudou e o placar foi ampliado sem tanto esforço. Marcelo Hermes acertou o travessão batendo falta, mas não marcou. Bressan, após cruzamento da esquerda,desviou de leve e liquidou com o goleiro. Perto do final, Batista dominou, girou e chutou no canto inferior.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos