Consertar falha nas bolas paradas vira prioridade de Deivid no Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Bolas paradas geraram os gols no jogo-treino e Deivid vai trabalhar para evitar os erros

    Bolas paradas geraram os gols no jogo-treino e Deivid vai trabalhar para evitar os erros

Apesar do pouco tempo de pré-temporada, duas semanas até o momento, o técnico Deivid já começou a perceber em quais pontos irá reforçar o trabalho no Cruzeiro. Muito pelo fato de ainda não ter começado a treinar neste quesito, a bola parada surge como principal 'preocupação' do treinador. No jogo-treino do final de semana, a equipe perdeu para o Villa Nova e os dois gols sofridos foram decorridos de uma jogada de bola parada, em uma cobrança de falta e um escanteio. A partir de agora, esta será uma das prioridades até o início da temporada oficial de jogos.

"Temos que ajustar algumas coisinhas como a bola parada, que é um fator determinante em quase todos os jogos. Mas estou satisfeito com o time, vamos ajustar isso", comentou o treinador.

No jogo-treino realizado na Toca da Raposa, os gols anotados pelo Villa foram bastante parecidos. No primeiro, após cobrança de falta, a bola desviada cruzou toda a área e passou por Manoel, Fabiano e o goleiro Fábio até encontrar o atacante Soares e as redes. No tento seguinte, Soares se posicionou no segundo poste e, mesmo com a pequena área cheia, completou sozinho para as redes, após o escanteio de Mancini cruzar toda a área.

"Não começamos a treinar bolas paradas, fiquei mais preocupado em compactuar a equipe tanto no sistema defensivo quanto ofensivo. Agora vamos começar a treinar a bola parada para não sofrer gols como a gente vinha sofrendo", completou Deivid.

Em contrapartida, o treinador elogiou a postura do time e já viu pontos positivos neste início de temporada. Em comparação ao ano passado, a principal mudança de Deivid neste início de ano foi a utilização do esquema com dois volantes, abandonando o antigo 4-3-3 e adotando o atual 4-2-3-1. Henrique e Cabral foram a dupla de volantes, e o garoto Marcos Vinícius ganhou uma vaga na ponta direita do campo.

"O resultado não me preocupou, fiquei mais atento ao desempenho dos jogadores. O Marcos Vinícius, por exemplo, não sabia como ele se sairia na direita, como o Henrique e o Ariel se comportariam com apenas dois volantes, ou o Fabiano na direita".

"Gostei da saída de bola da equipe, mesmo com a poça d'água, gostei do controle do jogo, em nenhum momento a equipe ficou desesperada", completou.

Nesta quarta-feira, o técnico terá mais uma chance de avaliar como o time irá se comportar em campo. Às 20h, em Cariacica, o Cruzeiro fará um amistoso contra o Rio Branco-ES.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos