Neymar pode ver "perseguição" de torcida basca por mágoa de carretilha

João Henrique Marques

Do UOL, em Barcelona

  • AFP PHOTO/ LLUIS GENE

    Neymar disputa bola com Eneko Boveda, do Athletic Bilbao pelo Espanhol

    Neymar disputa bola com Eneko Boveda, do Athletic Bilbao pelo Espanhol

Vaias e xingamentos. Isso é o que espera Neymar na partida contra o Athletic de Bilbao, quarta-feira, em Bilbao, na partida de ida das quartas de final da Copa do Rei. O estádio San Mamés é conhecido como o local mais hostil da Espanha e a torcida basca deve mostrar que ainda não engoliu a carretilha dada pelo brasileiro na vitória do Barça por 3 a 1 na final da mesma competição na temporada passada.

Essa será a primeira vez que o camisa 11 vai ao San Mamés desde o polêmico drible em que realizou nos minutos finais do jogo e na época foi duramente recriminado pela mídia basca e jogadores do Athletic. No estádio, Piqué, Messi e até o queridinho da Espanha Iniesta já foram muito vaiados.
 
O duelo no país basco promete ser quente. Lá, o Barcelona foi goleado por 4 a 0 na final da Supercopa da Espanha, em agosto, em confronto que Neymar foi desfalque por conta de amigdalite. Em 2013, na primeira vez em que jogou no estádio, Neymar também foi alvo de polêmica na derrota do Barça por 1 a 0 ao sofrer falta dura de Iturraspe e ser acusado de simulação de dor.
 
"Que se irritem. Sou assim e não vou mudar", disse Neymar à época. A frase foi repetida após o episódio da carretilha no ano passado.  
 
"Em Bilbao todos são muito quadrados. Tem a filosofia do futebol de força, chutões e cabeçadas. Quando chega o confronto com gente que joga com arte há um choque gigante. O Neymar será o maior alvo na quarta-feira", prevê o jornalista catalão, Bruno Alemany, dá rádio Cadena Ser.
 
Neymar parece se alimentar com as polêmicas de dribles. Na goleada por 6 a 0 no domingo contra o mesmo Athletic de Bilbao, no Camp Nou, dominou bola de letra ainda no primeiro tempo e abusou das pedaladas sobre os marcadores. Tudo bastante respaldado pela torcida do Barcelona e pelo treinador, Luis Enrique.
 
"Ele tem um estilo de jogo e o que quero é que não mude. Se essa maneira dele jogar irrita o adversário e a violência é a prática, caberá ao árbitro fazer o julgamento", disse o treinador.
 
"A torcida do Atlético de Madrid também tem bronca do Neymar por causa de provocações, dribles. Mas posso dizer que a do Bilbao é a que mais nutre um sentimento de raiva dele no momento. Será um teste complicado para quem já mostrou descontrole emocional algumas vezes", apontou o jornalista Roger Torrelo, do Mundo Deportivo.
 
Irritar jogadores à base de ofensas parece ser a especialidade da torcida do Athletic de Bilbao. Em 2013, o calmo Iniesta foi bastante vaiado no San Mamés. Ao ser substituído e caminhar para o banco de reservas fez gestos pedindo silêncio aos torcedores e chegou a bater boca na grande com um grupo de fãs do Bilbao.
 
A fúria com Iniesta se deve muito ao campo político. Em uma região separatista, o gol do título da Copa do Mundo da Espanha em 2010 é mal visto.
 
"Também em 2010 o Iniesta sofreu uma falta do (zagueiro do Bilbao) Amorebieta e foi acusado de fazer teatro. O árbitro expulsou o jogador do Bilbao. Isso de ficar no chão, se jogar, induzir o juiz é uma especialidade do Neymar. Sempre será muito complicado para ele jogar em San Mamés", destacou o jornalista Moises Llorens, do diário AS.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos