Promessa ignora busca do Grêmio por reforço: "Vai ser o meu ano"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação

    Pedro Rocha jogou 34 partidas do Brasileirão e sonha com afirmação no Grêmio

    Pedro Rocha jogou 34 partidas do Brasileirão e sonha com afirmação no Grêmio

Pedro Rocha participou de 34 das 38 partidas do Grêmio no Brasileirão do ano passado, mas ainda está longe de ter um lugar garantido no time que inicia 2016. Mesmo com o clube correndo atrás de reforços para o ataque, o jovem não se abala e inclusive adota discurso esperançoso sobre a nova temporada.

"É o meu trabalho. A gente disputou vaga ano passado, mas esse ano vai ser o da minha afirmação. Trabalhando bastante, vou conseguir isso", disse Pedro Rocha.

No jogo-treino diante do Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul, Everton foi titular e Pedro Rocha não. A disputa entre eles deverá ser intensa durante todo o ano, especialmente no começo do Gauchão e Libertadores por conta da formação do time ideal.

Internamente, o Grêmio entende ser arriscado partir para disputa da Copa Libertadores com dois jovens como opção de uma função vital para o estilo de jogo atual: o lado esquerdo do ataque. Essa leitura justifica a procura incansável por um nome no mercado.

Os preços elevados no Brasil e opções escassas são os argumentos para o clube mirar em estrangeiros. Lucas Zelarayán, que trocou o Belgrano-ARG pelo Tigres-MEX foi o primeiro. Josef Martinez, venezuelano que está no Torino-ITA, é o nome da vez. Pedro Rocha não liga. Prefere nem pensar nos possíveis novos concorrentes. Afinal de contas, em 2015 ele saiu da base para jogar 34 das 38 partidas do Grêmio no Brasileirão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos