Sem Fred e com R10! Flu termina pré-temporada sem encontrar time ideal

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Nelson Perez/Fluminense

O Fluminense teve uma boa amostra do que será de 2015 após os dois amistosos disputados contra Shakhtar Donetsk e Internacional válidos pela Florida Cup. Entretanto, o técnico Eduardo Baptista não conseguiu utilizar a força máxima e mandar o time ideal a campo. Um dos motivos: Fred foi vetado pelo departamento médico e desfalcou a equipe.

Além disso, o treinador ainda teve que se preocupar em utilizar Ronaldinho Gaúcho nos amistosos, já que havia um acordo comercial para que isso ocorresse. Mesmo assim, os duelos serviram para que Eduardo Baptista pudesse observar bastante o elenco como um todo.

Sem Fred, o Fluminense apostou em Richarlison no comando do ataque. O jovem de apenas 18 anos mostrou potencial, embora não tenha feito gols nos amistosos – marcou três gols em dois jogos-treinos com a seleção sub-17 dos Estados Unidos. Ele foi o grande destaque do time neste início de trabalho deixando Marcos Júnior entre os reservas, após ser titular em 2015.

"Não atrapalhou muito [ausência de Fred], pois usei a pré-temporada para observar. Fred já conheço, sei do potencial. Precisamos dele com força máxima e bem fisicamente. Observei os meninos, alguns que chegaram, outros que subiram. Queria o Fred, mas conseguimos transformar isso em algo positivo", disse Baptista. 

"Jogamos futebol no segundo tempo. Bola no chão, rodando jogo. Mesmo com substituições, com Ronaldinho fora de ritmo, o Fluminense mostrou o que queremos. Temos que fazer ajustes, ter mais tranquilidade, colocar a bola para dentro. Saímos daqui com trabalho bem feito", completou o treinador do Fluminense.

Ainda sem ritmo de jogo, Diego Souza não conseguiu mostrar o que dele se espera. Evidentemente que se trata de uma pré-temporada, quando ainda se busca um recondicionamento físico. Ele, porém, acabou ofuscado por outras peças como Gustavo Scarpa, que retomou a titularidade após ser banco contra o Shakhtar.

Osvaldo, por sua vez, foi titular nos dois amistosos do Fluminense, mas não agradou e pode acabar voltando ao banco de reservas. Isso porque o técnico Eduardo Baptista teve que tirar Marcos Júnior ou Gustavo Scarpa do time principal. Isso sem contar com o retorno de Fred, o que pode promover o recuo de Richarlison.

No meio de campo, mais uma dúvida. Pierre foi titular no primeiro logo ao lado de Cícero, que ganhou nova companhia diante do Inter. Edson teve boa atuação e criou uma dor de cabeça para o treinador.

Situação diferente ocorre na zaga. Recém-chegados, Henrique e Renato Chaves ficaram no banco de reservas nos dois jogos. Gum e Marlon seguem no time titular, mesmo com o primeiro sendo alvo de críticas da torcida. Ele, inclusive, ainda poderá deixar o tricolor nas próximas semanas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos