Santos confirma saída, e Geuvânio se despede: "é um até logo, não um adeus"

Do UOL, em Santos (SP)

Depois de o Tianjin Quanjin (CHI), time comandado por Vanderlei Luxemburgo, anunciar a contratação de Geuvânio e até divulgar a data de apresentação do atacante, foi a vez de o Santos, na manhã desta sexta-feira, colocar um ponto final nesta novela e também oficializar a saída do jogador de 23 anos, que se apresenta no novo clube na manhã deste sábado.

Em nota divulgada no site oficial do Santos, Geuvânio fala em gratidão e agradece o clube da Vila Belmiro por tudo que vem acontecendo na sua carreira.

"Com certeza é um até logo, e não um adeus. Eu deixo aqui muitos amigos, uma família que eu construí. Esse grupo foi um dos melhores que trabalhei em toda minha vida. Conquistamos títulos com a camisa do Santos, como profissionais, como homens. Eu queria agradecer cada um dos meus companheiros do Santos. Foi um clube que abriu as portas para mim", disse.

"Se não fosse o Santos nada disso estaria acontecendo na minha vida. Com certeza é um até logo, e não um adeus. Eu volto, quero voltar sim. Ainda quero fazer muita história no Santos, vou estar novo", acrescentou Geuvânio.

O atacante de 23 anos falou ainda sobre o seu sonho de jogar no exterior. Mas revelou que não esperava que isso acontecesse tão rápido em sua carreira;

""Eu nunca imaginei que isso ia acontecer na minha vida. Eu sempre tive um sonho, mas nunca tive a dimensão disso tudo. E isso aconteceu hoje. É um momento que eu não tenho palavras para descrever o meu sentimento. Eu deixo aqui o meu muito obrigado para a torcida do Santos. Quero agradecer todo carinho e respeito que tiverem pelo meu futebol, broncas, elogios, tudo que serviu para eu aprender. Agradeço a diretoria, o presidente, todo mundo do Santos", completou.

O que faltava para o negócio ser fechado foi acertado em reunião realizada na última quarta-feira. O valor aceito pelo Santos ficou próximo do que foi oferecido pelo clube chinês na proposta do início da semana: 11 milhões de euros, cerca de R$ 48 milhões. Porém, a exigência do clube da Vila Belmiro foi receber os euros líquidos e já livres de impostos.

Destes R$ 48 milhões, o Santos ficará com 35%: R$ 17 milhões. O restante dos direitos econômicos de Geuvânio está dividido, sendo 35% da Doyen Sports e 30% de empresários.

Segundo estipulado em contrato, em caso de retorno ao Brasil, o Santos tem prioridade na negociação do jogador. Em uma futura venda o clube tem direito a 15%.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos