Willian nega conspiração dos atletas para derrubar Mourinho no Chelsea

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / ADRIAN DENNIS

    Willian negou que jogadores fizeram corpo mole para a saída de Mourinho

    Willian negou que jogadores fizeram corpo mole para a saída de Mourinho

O meia Willian descartou a possibilidade de os atletas do Chelsea terem feito corpo mole para derrubar o técnico José Mourinho. O jogador disse que o time não teve um bom desempenho no início do Campeonato Inglês, e que isso pesou para que a diretoria tomasse a decisão de demitir o comandante.

"É difícil explicar, acho que nenhum jogador, com certeza, não fez corpo mole e não queria derrubar o Mourinho, de forma alguma. A gente queria sempre vencer os jogos, infelizmente iniciamos o campeonato mal, perdemos muitos jogos, chegou uma hora em que a diretoria achou melhor mudar o treinador", disse ele, em entrevista ao canal Fox Sports.

Mourinho deixou o time no fim do ano passado, quando a equipe estava mal no torneio perto da zona do rebaixamento. O holandês Guus Hiddink assumiu o comando do Chelsea seis anos depois de deixar o clube.

Willian analisou a diferença entre os treinadores e disse que a responsabilidade de subir na tabela é dos atletas. "Claro que os dois treinadores têm uma maneira diferente de trabalhar, o Mourinho com uma, Hiddink com outra. Tem pouco tempo ainda para o Guus implantar aquilo que ele quer na nossa equipe, mas aos poucos ele procura fazer isso nos treinamentos, as formas de treino também são diferentes. Fomos nós jogadores que iniciamos mal o campeonato, nós jogadores temos que agora dar a volta por cima e fazer com que o Chelsea suba na tabela. A gente sabe que é difícil chegar entre os quatro, mas temos que procurar subir na tabela", afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos