Santos mostra otimismo e vê semana decisiva para 3ª volta de Robinho

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Friedemann Vogel/Getty Images

Não se fala em outra coisa no Santos. Após o empate por 2 a 2 com o Bahia, foi Robinho quem dominou os noticiários do Alvinegro. O técnico Dorival Júnior não escondeu o desejo de contar novamente com o jogador com passagens por Real Madri e seleção brasileira. O otimismo já toma conta até mesmo dos companheiros, que estão na torcida pelo acerto o quanto antes.

Segundo Dorival, as negociações estão em andamento e a próxima semana será decisiva para definir a volta de Robinho ao Santos após o jogador ver o contrato com Guangzhou Evergrande se encerrar após o Mundial.

"Perdemos o Geuvânio e o Marquinhos Gabriel precisamos repor. As coisas estão ocorrendo, mas não adianta ficar falando. Essa semana será importante para definir essa situação, mas já tenho que pensar no Campeonato Paulista", disse o técnico Dorival Júnior.

Não é apenas Dorival que está ansioso para a chegada de Robinho. O jovem Serginho, por exemplo, já dá como certa a presença do atacante e prevê até mais dificuldade para entrar em campo. Com bom-humor ele comenta a situação.

"Robinho vai chegar e vai jogar. Eu corro atrás dos espaços que aparecerem, tem problema não [risos]", afirmou o jogador autor do golaço que determinou o empate por 2 a 2 com o Bahia em amistoso na Arena Fonte Nova, em Salvador, no último sábado.

A negociação entre Santos e Robinho está avançada. O jogador aceitou reduzir o salário para voltar ao time que o revelou. Inicialmente pediu R$ 1 milhão, mas aceitou receber R$ 600 mil mensais. O Santos pagará R$ 200 mil e conseguiu uma parceria que bancará o restante dos vencimentos. A proposta está nas mãos do jogador, que ainda não deu a resposta.

Isso porque Robinho quer garantias de que receberá em dia. A preocupação faz sentido. Em 2010, quando voltou ao Santos pela primeira vez, Robinho assinou um contrato semelhante, pois também dependia de parceiros para pagar o seu ordenado. No entanto, os investidores não honraram com o compromisso mensal, e o atleta foi embora para o Milan, da Itália, no prejuízo. A dívida só foi paga quando Robinho voltou ao Santos em 2014.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos