Flu pode perder craque da base famoso por "caneta dupla" sem ele nem jogar

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

A fábrica de Xerém não para. Após revelar Gerson, Kenedy e Gustavo Scarpa, em 2015, o Fluminense já tem um novo candidato a craque: Danielzinho.

O jovem atacante chega aos profissionais já conhecido de grandes estrelas do esporte após ser consagrado com uma 'caneta dupla'. O lance foi tão bonito que encantou Ronaldinho e Falcão, por exemplo. O Tricolor, porém, pode 'perder' o jogador antes mesmo de vê-lo em campo, já que o Shakhtar Donestk-UCR quer envolvê-lo na negociação por Wellington Nem.

A 'caneta dupla' foi executada em São Januário em jogo válido pela segunda rodada da segunda fase do Campeonato Brasileiro Sub-20, contra o Vasco. O Fluminense venceu a partida por 2 a 1, mas o que realmente chamou a atenção no duelo foi a jogada do franzino camisa 10 das Laranjeiras. Cercado por três adversários, Danielzinho tocou entre as pernas do primeiro marcador e pisou na bola com o objetivo de dar nova caneta, executada com maestria na sequência.

A habilidade de Danielzinho em um espaço tão curto se justifica. Cria do futsal, o jogador chegou ao Fluminense ainda com sete anos. Desde então teve que enfrentar questionamentos sobre o físico pouco avantajado. O que era um problema virou solução, já que o jogador sabia que tinha que mostrar algo a mais para ter sequência no futebol.

Assim foi feito. A transição para o futebol de campo não demorou muito. Na grama, Danielzinho passou a dividir espaço com outros jogadores talentosos. Um deles era Gerson, vendido para a Roma em 2015 por 16 milhões de euros (R$ 68 milhões). Apesar do companheiro ter sido aproveitado pelos profissionais e vendido para a Europa mais rapidamente, era Daniel quem utilizava a camisa 10.

Prova do talento de Danielzinho é que ele está prestes a deixar o Fluminense sem sequer ter entrado em campo de maneira oficial nos profissionais. É porque o nome dele está na pauta de negociação entre o Tricolor e o Shakhtar Donetsk por Wellington Nem.

A diretoria do Fluminense aceita fazer um empréstimo de um ano com valor de passe fixado, mas os ucranianos querem que o jovem atleta fique em definitivo em troca do empréstimo de Wellington Nem, o que o Tricolor descarta. As tratativas não param e o apoiador segue sua rotina de treinos à espera de uma definição.

Mais que isso, Danielzinho vai conquistando espaço no elenco enquanto não há uma definição sobre seu futuro. Prova disso é que ele deverá ser titular na partida desta quarta-feira, na estreia do Fluminense na Primeira Liga contra o Atlético-PR, em Volta Redonda. Ele aproveitou a brecha dada por Diego Souza, que só poderá ser inscrito, juntamente com Henrique, a partir de quinta-feira, quando se abrirá a janela de transferências internacionais. Já Richarlison e Renato Chaves podem ser regularizados nesta terça-feira, mas devem desfalcar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos