Presidente do Inter admite insucesso em manter Alisson e vê saída em agosto

Do UOL, em Porto Alegre

  • Marinho Saldanha/UOL

    Alisson deixará o Inter no início de agosto com a Roma, da Itália, como destino

    Alisson deixará o Inter no início de agosto com a Roma, da Itália, como destino

O Internacional admite a venda do goleiro Alisson e indica que tal jogador sairá no início de agosto. O destino será a Roma. As três partes envolvidas no negócio aguardam o fechamento da janela de transferências para oficializar o acordo. 

Com vínculo até o fim do ano, o Internacional tentou renovar contrato com o goleiro da seleção brasileira, mas não teve sucesso. Alisson até indicou que ficaria por conta do objetivo de jogar para seguir sendo convocado. Mas a negociação não foi positiva aos brasileiros. 
 
"Não conseguimos renovar o contrato dele. Fizemos várias tentativas e não foi possível", admitiu Píffero à Rádio Bandeirantes. "Podemos garantir que até julho ele não sai", explicou. 
 
Alisson está encaminhado com a Roma para o início da próxima temporada europeia, quando o goleiro Sczesny volta de empréstimo para o Arsenal. O brasileiro assumiria tal vaga. No primeiro semestre, terá o Gauchão e a Primeira Liga no calendário em suas últimas competições pelo Inter.  
 
Antevendo a saída de Alisson, o Colorado já iniciou o monitoramento de goleiros. Aranha foi oferecido mas não agradou os cartolas. Danilo Fernandes, do Sport, e Jefferson, do Botafogo, por outro lado, são considerados valiosos e os primeiros alvos na mira. 
 
No elenco do Inter, Muriel (que é irmão de Alisson), Jacsson e Keiller completam alternativas para o gol.
 
Em dezembro, a informação foi de que a Roma apresentou proposta de 5 milhões de euros (R$ 22,3 milhões na cotação atual) pela fatia dos direitos econômicos de Alisson que pertencem ao Inter. A Juventus, por intermédio do fundo Doyen Sports, ofertou 8 milhões de euros (R$ 35,7 milhões) pelo todo.
 
A equipe de Turim perdeu a disputa pela diferença na divisão do dinheiro e também pela condição no elenco. Em Roma, o goleiro entende ter mais chances de atuar como titular e se manter na seleção brasileira. Na Itália, agora, o valor do negócio já é citado como 7 milhões de euros (R$ 31,2 milhões).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos