Atlético-MG aciona a Fifa por liberação de equatoriano junto à AFA

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Cazares e Erazo são amigos, companheiros de seleção equatoriana e agora querem brilhar no Atlético-MG

    Cazares e Erazo são amigos, companheiros de seleção equatoriana e agora querem brilhar no Atlético-MG

O Atlético-MG não enfrentou problema para regularizar Erazo e Hiury na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Entretanto, há um empecilho no que diz respeito à inscrição de Juan Cazares no Boletim Informativo Diário (BID) da entidade. O equatoriano ainda não teve a documentação enviada pela Associação de Futebol da Argentina (AFA). Para que isso ocorra em breve, o clube e o Independiente Del Valle, do Equador, antigo detentor de seus direitos, acionarão a Fifa.

O desejo é que o Banfield, da Argentina, clube o qual contava com o atleta por empréstimo e alega ter adquirido os seus direitos, envie a documentação a fim de inscrevê-lo a tempo da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Porém, como Eduardo Spinosa, presidente da agremiação, atua como tesoureiro da federação, o envio é protelado.

Lásaro Cândido Cunha, diretor jurídico do Atlético, explica a situação e revela que o clube acionou a Fifa para solucionar o caso.

"Encaminhamos em conjunto com o Del Valle. Mas é um assunto mais burocrático. Estamos tranquilos, fizemos o que tinha de ser feito. Quando uma entidade não emite o documento, existe um setor na Fifa, que se chama Compliance (Comitê de Auditoria e Cumprimento), que faz essa correção", disse.

Ainda sem o seu nome publicado no BID da CBF, Juan Cazares não pôde participar das estreias do Atlético na Primeira Liga, diante do Flamengo, na semana passada, e do Campeonato Mineiro, frente ao Uberlândia, no último domingo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos