Com medo da China, Atlético-MG monta estratégia para não perder Pratto

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Lucas Pratto é cobiçado por clubes da China, mas Atlético-MG não quer liberar o atacante

    Lucas Pratto é cobiçado por clubes da China, mas Atlético-MG não quer liberar o atacante

Com a janela de transferência para os principais mercados europeus fechada, o Atlético-MG tem apenas uma preocupação para segurar Lucas Pratto para a disputa da Copa Libertadores. E é uma grande preocupação por sinal, já que clubes chineses já demonstraram interesse no camisa 9 alvinegro. Recentemente o clube revelou ter rejeitado 13 milhões de euros (aproximadamente R$ 57 milhões).

São R$ 13 milhões a mais do que a oferta feita pelo Celta, em janeiro, e também recusada pelo Atlético. São cifras que impressionam e podem até aumentar, já que a janela de transferência para o futebol chinês fecha somente no dia 26 deste mês. Ciente do risco de perder seu artilheiro, o Atlético toma medidas para garantir a presença de Pratto na Cidade do Galo por pelo menos mais seis meses.

Embora tenha contrato até o final de 2018, uma renovação e, portanto, um reajuste salarial, não está descartada. Prolongar o vínculo do atleta por mais uma ou duas temporadas está na pauta da diretoria. Essa compensação financeira extra vai ter ajuda da Dryworld, nova fornecedora de material esportivo do Atlético.

O contrato de cinco anos foi anunciado na última semana e a nova camisa vai ser lançada nos próximos dias. Lucas Pratto pode ser tonar o garoto-propaganda da empresa canadense. No entanto, existe um empecilho. O argentino tem contrato de patrocínio pessoal com a Adidas, também até o final de 2018.

No momento, nem clube e nem o estafe de Lucas Pratto querem falar sobre o assunto, já que uma rescisão com a atual patrocinador do jogador não está descartada. Outra possibilidade é que o centroavante seja apenas anunciante das novas camisas e demais materiais da marca canadense e permaneça usando chuteiras da Adidas nas partidas. Enfim, os detalhes ainda são mantidos sob sigilo.

Enquanto as partes negociam valores e condições, o técnico Diego Aguirre se preocupa com o campo e não economiza elogios ao seu atacante. Embora Lucas Pratto ainda não tenha marcado gols nesta temporada, em quatro jogos, o treinador uruguaio descreve o camisa 9 como o fenômeno, tamanho a vontade, a entrega e a movimentação durante as partidas.

"O Pratto é um fenômeno. Ele ajuda muito o time. Quero jogadores como o Pratto no meu time. Tenho muita tranquilidade, pois nos momentos importantes o Pratto vai fazer os gols que o time precisa. É só continuar o trabalhando e dando confiança", disse Aguirre, que certamente não gostaria de perder o centroavante para a Libertadores

"Eu gostaria de trabalhar com jogadores da categoria que tem o Lucas Pratto, ele é muito importante para o time", resumiu o treinador alvinegro, que assim como a torcida, vai viver dias de apreensão até o fechamento da janela de transferências para a China.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos