Peruano recebe elogios, mas histórico de lesões veta investida do Grêmio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • AFP PHOTO/ERNESTO BENAVIDES

    Na pauta do Grêmio, histórico de lesões preocupa clube sobre Jefferson Farfán

    Na pauta do Grêmio, histórico de lesões preocupa clube sobre Jefferson Farfán

"É um grande jogador", disse o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, ao avaliar as capacidades do peruano Jefferson Farfán, de 31 anos, do Al Jazira. Oferecido ao clube no mês passado, o nome chegou a ser avaliado pelo comando, no entanto o histórico de lesões vetou investida. 

Não foi apenas isso. Além de estar em recuperação de uma lesão, Farfán passou quase um ano parado entre 2014 e 2015, quando deixou o Shalke 04. Teve problemas na cartilagem de um dos joelhos, que já havia passado por cirurgia em 2011 e 2007. O alto valor envolvido em um eventual empréstimo gerou recuo. 
 
Segundo o diretor executivo de futebol do Tricolor, Farfán teria um contrato de 4 milhões de dólares com o Al Jazira. Um vínculo que para ser quebrado demandaria investimento alto. 
 
"São duas coisas claras. Primeiro, como seria o negócio? Segundo, quando poderíamos aproveitar ele? É inegavelmente um grande jogador, mas estes dois pontos pesam muito. Ele poderia, quem sabe, treinar em março. E jogar? São situações que impedem uma investida. Mesmo sendo um jogador de qualidade", explicou Bolzan ao UOL Esporte. 
 
Farfán recentemente recebeu proposta para voltar ao Alinza de Lima, clube que o revelou para o futebol. Rejeitou por conta de uma dívida do clube com ele. "Se me devem dinheiro, como eu vou voltar?", disse a uma rede de televisão peruana. 
 
Com passagens por PSV e Shalke, com mais de 100 partidas disputadas pelo time holandês e mais de 200 no Alemão, Farfán é conhecido também pelas repetidas convocações para seleção de seu país. Contudo, a lesão que o afastou por quase um ano dos gramados ainda mostra reflexos em sua condição física. Tanto que ele sequer foi inscrito pelo Al Jazira nas competições continentais que irá disputar e desde o meio de 2015 fez apenas 10 jogos pelo clube. 
 
A ideia dos árabes é emprestá-lo até setembro para que cumpra recuperação e ganhe ritmo de jogo. Mas ao que tudo indica o clube a receber ele não será o Grêmio. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos