Santos diz na Justiça ter sido enganado por Neymar em venda ao Barcelona

Do UOL, em São Paulo

  • ALBERT GEA / REUTERS

    Santos acusa Neymar de ocultar valor real da venda, recebendo parte do dinheiro por fora

    Santos acusa Neymar de ocultar valor real da venda, recebendo parte do dinheiro por fora

Convocada pela Justiça da Espanha para prestar depoimento, a advogada do Santos, Fatima Bonassa, declarou na segunda-feira que o clube paulista foi enganado por Neymar e pelo pai na transação com o Barcelona, ocorrida em 2013.

Em uma extensa declaração para o magistrado, a advogada do time da Vila declarou que Neymar ocultou o real valor da transação, recebendo por fora a maior parte da venda, e que o Santos tomou conhecimento da negociação paralela da família do jogador quando o acerto com o Barcelona já havia se consumado.

A representante do Santos no Tribunal de Madri acrescentou que o clube foi a maior vítima nesta transação, pois respondia por 60% dos direitos do atleta.

Oficialmente, o Santos havia declarado logo após o acerto com o Barcelona que a negociação representou 17,1 milhões de euros. Ou seja: menos do que a metade dos valores depositados pelo Barça nas empresas de Neymar (40 milhões de euros).

Fatima Bonassa ressaltou que o Santos havia recebido ofertas muito maiores, mas que foi obrigado a recusar porque Neymar queria fechar com o Barcelona.

Neymar e seu pai, Neymar Santos, prestarão depoimento nesta terça-feira à tarde no Superior Tribunal de Madri para darem mais detalhes sobre a transferência do atacante ao Barcelona, ocorrida em 2013.

O Ministério Público espanhol considerou fraudulento o acordo e questionou Neymar o pai a explicar a origem dos 40 milhões de euros recebidos pela família na transação.

Os 40 milhões pagos pelo Barcelona à família Neymar foram depositados da seguinte forma: 10 milhões de euros foram depositados pelo Barça, em 2012, quando ele ainda não defendia o time da Espanha. O dinheiro de adiantamento foi depositado em uma empresa aberta pelo atleta.

Os 30 milhões restantes foram pagos pelo Barcelona em outra empresa de Neymar nos anos de 2013 e 2014 (quando ele já atuava pelo clube espanhol).  Desde que as cifras foram levantadas pela Justiça, Neymar e Neymar negam veementemente ter havido fraude e alegam que os 40 milhões recebidos são referentes à comissão e direitos de imagem.

Para as Justiças brasileira e espanhola, esses pagamentos exclusivos a Neymar foram uma manobra para driblar o fisco e os então donos dos direitos econômicos (Santos, DIS e Teísa).

Posteriormente ao anúncio do Santos de que Neymar teria sido vendido por 17 milhões de euros, o clube catalão declarou que a contratação de Neymar havia custado 57 milhões. Pressionada na época, a diretoria do Barça depois corrigiu as cifras e admitiu que o valor foi superior a 85 milhões de euros.

O Tribunal de Madri ouviu na segunda-feira o presidente do Barcelona, Josep Bartomeu, e o ex-presidente do clube, Sandro Rosell. Ambos voltaram a dizer que o Barça agiu corretamente na transação. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos