Sem Betis, Damião não receberá salário do Santos e busca novo clube

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

    Atacante Leandro Damião assumiu o risco e ficará sem ordenado de R$ 700 mil

    Atacante Leandro Damião assumiu o risco e ficará sem ordenado de R$ 700 mil

A negociação do atacante Leandro Damião com o Betis, da Espanha, foi vetada pelo conselho gestor do clube espanhol. No entanto, a transação frustrada não muda em nada o acordo feito com o Santos no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, na semana passada.

Segundo os representantes do jogador, clube e atleta agora possuem o mesmo objetivo – encontrar uma nova equipe para o centroavante atuar. O UOL Esporte apurou que, neste período, Damião não receberá salários, pois assumiu este risco no novo acordo firmado com o Santos.

O contrato anterior entre Santos e Leandro Damião concedia ao jogador um ordenado de R$ 700 mil mensais. Agora, o clube está isento de pagar este valor, mesmo com a desistência do Betis.

O estafe do atleta segue na Europa e já estuda novas propostas. Os clubes são mantidos em sigilos, mas os interessados são espanhóis.

Os representantes de Damião ficaram revoltados com a cúpula do Betis. Eles alegam que o acordo com o Santos não tem nenhuma ligação com a transferência frustrada. Segundo eles, o problema é que o Betis possui um conselho gestor formado por dez pessoas – cinco da situação e cinco da oposição, responsáveis por vetarem o acordo.

"Eles trocaram quatro vezes a proposta. Eles não se entendem. O conselho deles é formado por pessoas da situação e da oposição. Não conseguem resolver nada, o Betis é um clube complicado. Nem o treinador, eles conseguem contratar. E agora aconteceu a mesma coisa com o Damião. Estamos estudamos novas propostas, estou trabalhando bastante aqui na Europa", afirmou o empresário do jogador, Vinicius Prates. 

Conforme ficou acordado entre Santos e Damião, o clube paulista se comprometeu a pagar o valor de R$ 4,5 milhões, referentes a verbas trabalhistas (salários e direito de imagem) em atraso com o atleta, divididas em 40 parcelas de R$ 112,5 mil, considerando o primeiro pagamento já a partir do próximo mês de março.

Com isso, Leandro Damião está liberado para assinar contrato com outros clubes. Se ocorrer no período de 18 meses, como seria com o Betis, a equipe santista terá direito a 90% de uma futura negociação. Caso não seja negociado neste período de 18 meses, Damião aceita voltar ao Santos.

O Santos ainda ganhou mais tempo para negociar os mais de 13 milhões de euros que deve a Doyen Sports pelo empréstimo do atacante – e que teria de pagar imediatamente. Com o novo acordo, a quitação da dívida foi prorrogada e será discutida apenas mais para frente.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos