Concorrência pesada: Gérson terá que jogar muito no Flu por sonho olímpico

Bernardo Gentile e Dassler Marques

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Nelson Perez/Fluminense FC

Negociado com a Roma em 2015, Gerson ficará no Fluminense até o meio do ano. Após chegar no time italiano e se deparar com um elenco cheio de estrangeiros, a joia de Xerém ficaria seis meses sem atuar. Inconformado, o jogador fez de tudo para voltar às Laranjeiras pois possui o sonho de ser convocado para a seleção olímpica de 2016.

O desejo, porém, não será nada fácil de se realizar. Isso porque o jogador terá uma dura concorrência pela frente. Não apenas pela posição em que joga, mas por suas características. Gérson é visto como um apoiador que rende exclusivamente jogando centralizado, o que o deixa em situação delicada diante de outros companheiros mais versáteis.

Nesse ponto, Gérson pode ficar atrás até mesmo de um outro jogador do Fluminense. Gustavo Scarpa é um nome que agrada bastante a comissão técnica da seleção brasileira por ser um atleta que pode jogar em qualquer posição do meio de campo, além da lateral esquerda.

Além de Scarpa, o jogador da Roma, que ficará no Fluminense até o meio do ano, tem como concorrente Felipe Anderson, da Lazio, Andreas Pereira, do Manchester United, Valdívia, do Inter, Rafinha Alcântara, do Barcelona. Os dois últimos se recuperam de graves lesões, mas eram frequentemente convocados.

Outro problema que Gerson terá que enfrentar é o relacionamento com a CBF. O histórico do jogador na seleção brasileira não é dos melhores e acumula algumas polêmicas. A maioria dos problemas ocorreu com Alexandre Gallo, então chefe das categorias de base do Brasil e que já deixou o cargo. Em 2013, o jogador pediu dispensa do Mundial sub-17. Em 2015, brigou com o treinador, que o escalou mais recuado, de volante. Meses depois, ignorou ligações dos dirigentes, que o sondavam para jogar Mundial sub-20.

Mesmo com todo esse histórico negativo, Gerson segue nos planos. Inicialmente, o objetivo é que, caso mostre bom futebol, seja convocado para amistosos da seleção brasileira sub-20, que ocorrerão mensalmente em 2016. Esse período servirá como um teste para o jogador do Fluminense mostrar que atitudes do passado foram superadas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos