Grêmio alega disputa com mercado chinês e esfria negócio por equatoriano

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA

    Bolaños (e) pode ser contratado pelo Grêmio para a disputa da Libertadores de 2016

    Bolaños (e) pode ser contratado pelo Grêmio para a disputa da Libertadores de 2016

O Grêmio quer contratar Miller Bolaños. Mas não se mostra tão otimista assim. Percebendo uma investida do mercado chinês, o diretor executivo de futebol do clube, Rui Costa, não vê um acerto tão próximo de acontecer. 

"Não há negociação com este jogador. A informação que temos é que ele está indo para o futebol chinês, que compra todo mundo, paga à vista e leva", disse Rui Costa. 
 
Contudo, a informação que vem do Equador é que o jogador, a pedido do técnico da seleção de seu país, não quer se transferir para o Changchun Yatai, o disposto a fechar sua contratação. No entanto, nem isso muda o discurso gremista. 
 
"Falei com dois jornalistas equatorianos hoje. É impossível concorrer com o futebol chinês. Se é difícil competir com o México, muito mais com a China. O Grêmio não está cogitando a vinda deste atleta porque ele está negociado com o futebol chinês", disse Rui. 
 
O empresário do atleta, em contato com o UOL Esporte, confirma investida gremista. Segundo o presidente do Emelec, Nehme Nasid, o destino do atleta será definido até o começo da próxima semana. 
 
Com 25 anos, Miller Bolaños passou por Barcelona, Emelec e LDU em seu país. Além do Chivas, nos Estados Unidos.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos