Grêmio analisa como usar Henrique Almeida sem atrapalhar evolução do ataque

Do UOL, em Porto Alegre

  • LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

    Everton e Luan são destaques do setor ofensivo do Grêmio neste começo de ano

    Everton e Luan são destaques do setor ofensivo do Grêmio neste começo de ano

O Grêmio não tem problemas no ataque. Com seis gols marcados em duas partidas oficiais [dos titulares], os homens de frente só recebem elogios. Justo agora, quando o time recebeu mais um atleta para as funções ofensivas. Por isso, o técnico Roger Machado espera os treinamentos para encontrar a melhor forma de usar Henrique Almeida sem atrapalhar a evolução evidente que já acontece. 

Everton fez dois, Luan também, Pedro Rocha e Fernandinho foram outros a marcar. E não são apenas números, a quantidade de oportunidades criadas e a movimentação em harmonia rende apenas elogios do comando técnico. E agora poderá mudar. 
 
Tudo porque o Grêmio, desde o ano passado, repete que precisava de um finalizador. Um centroavante que pudesse participar do jogo e ainda ampliar o poder de conclusão da equipe. Agora se depara com a dúvida de como utilizar ele. 
 
Henrique não é homem de área clássico. Com histórico de seleções de base do Brasil, o jogador que passou por São Paulo, Botafogo, Bahia, Vitória, Sport e por último Coritiba se movimenta pelos flancos e aparece na área apenas quando necessário. Assim fez 13 gols no Brasileirão passado. 
 
Porém, Luan é o mais destacado jogador gremista na temporada e exatamente atuando como último homem de ataque. A função de 'falso 9' caiu bem ao atleta, que antes foi testado em todas as posições do meio para frente. 
 
Empurrar Luan para a direita até a volta de Giuliano? Recuar para a função de Douglas, que deixaria o time? Levar para esquerda e frear o crescimento relâmpago de Everton? Dúvidas que Roger Machado prefere esperar os treinamentos para sanar. 
 
"O que vai mostrar a melhor forma de utilizar o Henrique são os treinamentos. Vou conversar com ele também, para ver como prefere ser usado. É um jogador que completa as características dos nossos atacantes. Tem um bom poder de conclusão, joga centralizado ou mesmo pelas pontas", explicou o técnico.
 
Pesa na avaliação do comando, ainda, as últimas experiências com centroavante. Sempre que alguém esteve mais perto do gol adversário que Luan, seja Bobô ou Braian Rodríguez, não conseguiu render o esperado e ainda atrapalhou a movimentação do colega. 
 
Nesta sexta-feira, o jogador será apresentado oficialmente como atleta do Grêmio. Na última quarta-feira, ele assinou contrato pelas próximas quatro temporadas. E depois que tiver contrato publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, o treinador gremista começará a encerrar as interrogações e tentar fazer com que Henrique entre na equipe sem interferir no que se apresenta de bom. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos