Parceria entre Flu e Michael Johnson engrena e astro visitará Xerem

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação/Xerém

    Americano Bryan Monroe, de camisa preta, está diariamente em Xerém

    Americano Bryan Monroe, de camisa preta, está diariamente em Xerém

A parceria criada entre Fluminense e a empresa Michael Johnson Performance (MJP) finalmente engrenou. Criado para ajudar o clube carioca a fazer uma preparação física de excelência, o acordo ganha corpo a cada dia. Há cerca de dois meses, o americano Bryan Monroe, que faz parte da MJP está morando em Petrópolis, cidade perto de Xerém, e acompanha de perto o andamento do projeto.

As coisas vão tão bem que o ex-velocista americano quatro vezes campeão olímpico, que dá o nome à empresa que faz a parceria com o Fluminense, tem visita marcada em Xerém para o mês de junho, quando estará no Rio de Janeiro por conta das Olimpíadas. Michael Johnson é o assessor técnico da Confederação Brasileira de Atletismo com o objetivo de melhores resultados no 4 x 400 m masculino.

O ex-atleta está muito empolgado com a parceria com o Fluminense, pois é uma grande oportunidade para entrar no futebol brasileiro, seu grande objetivo. O acordo funciona da seguinte forma: o Tricolor paga uma quantia mensal para contar com o serviço. Várias informações já foram implementadas nos treinamentos dos jovens atletas de Xerém.

Em janeiro, o diretor da empresa visitou Xerém e ficou impressionado com o que está sendo feito com os jovens atletas. Tanto que ele fez uma profecia para os próximos anos. "Queremos ajudar a construir a nova geração de jogadores do clube. A forma de trabalhar da academia de formação do clube é incrível e tenho certeza de que em dois anos o mundo do futebol vai ficar chocado com o que está sendo feito em Xerém", disse Lance Walker.

Em Xerém, o relacionamento tem sido especial. O Fluminense está muito satisfeito com a parceria e mostra abertura para receber novas técnicas e informações, o que surpreendeu os americanos. Bryan Monroe, representante da empresa em Xerém, ainda não fala o português fluente, mas conta com ajuda de outros profissionais para manter a comunicação.

Ele é responsável por orientar a preparação física, avaliar a performance dos atletas jovens do Fluminense e criar o manual de treinamento de força e velocidade. O profissional também desenvolve programas de preparação física específicos para cada posição.

#LENDAS1: Carl Lewis brilhou com 9 ouros, mas pagou micos fora das pistas

  •  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos