Juninho vê favorecimento ao Santos contra Ituano e critica escolha de juiz

Vanderlei Lima

Do UOL, em São Paulo

Gestor do Ituano e ex-jogador de futebol, Juninho Paulista viu favorecimento ao Santos no jogo contra sua equipe, neste sábado (06), pelo Campeonato Paulista, e criticou a escalação do árbitro Douglas Marques das Flores para o confronto. Para ele, juiz estreante na Série A-1 do estadual "não pode trabalhar de cara em partida entre um pequeno e um grande".

Na Vila Belmiro, o alvinegro venceu por 2 a 1, com gol de pênalti no último minuto. Juninho crê que, caso tivesse sido a favor time interiorano, a marcação da infração não teria acontecido. Ele ainda reclama de tento mal anulado pelo juiz no segundo tempo.

"O que vi hoje é que, na dúvida, 'é do grande'. É a primeira vez que esse árbitro trabalha na A-1 e já apita um duelo de um time grande em casa contra um pequeno. Para começar a apitar, teria de trabalhar nos jogos do interior, time pequeno contra pequeno. Isso para começar, analisar se tem condições, se segura a pressão. Principalmente este ano, de campeonato curto e em que caem 6 clubes", afirmou.

"As informações que recebi são de que o gol não estava irregular", disse, comentando lance em que Marcão balançou as redes, aos 33 minutos da metade final, quando o Santos vencia por 1 a 0. O auxiliar Miguel Cataneo Ribeiro da Costa anulou.

"E sobre o pênalti, o que me deixa chateado é que, se é o inverso, o árbitro não marca. Tem que marcar para os dois (grande e pequeno). É isso que me chateia. Fui lá respeitosamente falar com o árbitro no meio de campo. Sabemos que nesses confrontos o grande leva vantagem na maioria das vezes. Quero um futebol justo".

Para Juninho, o lateral Raul Prata, expulso na jogada em que derrubou Ronaldo Mendes dentro da área, tocou a bola. "Na Inglaterra, eles veem a intenção do atleta", disse, lembrando-se do tempo em que defendeu o Middlesbrough. "Ele quis pegar a bola? Deu entrada dura? Na entrada dura, quis pegar a bola, ou foi para interromper o lance? Você tem de saber a intenção do jogador. A do santista foi cavar o pênalti".

Com a vitória, gols de Gustavo Henrique e Ricardo Oliveira, o Santos foi a 7 pontos, na liderança do grupo A. O Ituano fica estacionado em 2, na vice-lanterna do B.  

O Ituano de Juninho Paulista voltará a campo no próximo sábado, dia 13 de fevereiro, desta vez contra outro pequeno, o Oeste, em casa.

"A gente fica muito chateado, porque trabalhamos para caramba, é difícil para caraca manter os clubes da maneira que fazemos. O que pedimos é que os árbitros prestem mais atenção. Os grandes têm responsabilidades, os pequenos também. E outra: grandes não vivem sem os pequenos, então a responsabilidade é uma só", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos